12

Eu prometi que contaria tudo nos mínimos detalhes sobre o que acontecesse durante meu período na Tailândia, então aqui estou eu pra falar (e mostrar!) a minha primeira acomodação. No dia que chegamos a Phuket já era bem tarde e nós só conseguimos a chave de um quarto reserva quase duas da manhã. Depois mudamos de acomodação, e passamos mais dois dias no mesmo resort. Eu me apaixonei pelo lugar e principalmente pela tranquilidade que eu sentia enquanto fiquei hospedada. Quase não via turistas circulando pelo resort por ser baixa temporada, mas a rua era bastante movimentada. Confiram agora o nosso primeiro cantinho por aqui:

10

A foto acima é a recepção, e a foto abaixo é um restaurante ao lado que também pertece ao resort. Almocei por lá dois dias e estava uma delícia! Uma coisa que eu acho incrível da Tailândia é que os preços aqui são super baixos, principalmente falando de comida Tailandesa. Eu e o Chris almoçamos com drinks com cerca de 10,00 dólares, que na moeda local sai por volta de 300 bah.  Já carnes e pizzas são extremamente caras!

11

13

3

4

8

6

7

5

Um quarto como esse sai por mais ou menos  800 dólares por mês. A parte boa é que a rua do resort é bastante movimentada, tem bastante gente de fora e uma academia de muay thai bem na frente. Dá pra comprar tudo (e até lavar roupa!) bem pertinho. O lugar é super relaxante e de boa localização! As praias mais próximas ficam a 10-15 minutos de carro!

9

1

2

Essa última foto eu tirei um pouco antes de ir embora, pra me despedir. Já falei como a Tailândia é quente? Pois é! Eu queria muito mergulhar nessa água, e o que me deixa mais chateada é que passei três dias no resort e não aproveitei a piscina nem por um segundo! Eu ainda preciso esperar mais alguns dias até a tatuagem estar devidamente pronta pra entrar em contato com água de piscina ou praia. Mesmo assim, valeu a experiência, a visita, e conhecer todo mundo que trabalha e mora lá. São todos muito legais e sorriem pra você o tempo todo!

E ai, gostaram do meu primeiro cantinho? Me contem nos comentários se ficaram apaixonados tanto quanto eu! No facebook fez o maior sucesso haahahaha (sorrisão verde)  Caso vocês venham à Tailândia e queiram ficar no Baan Suan, é só entrar em contato pelo site aqui.

Este post não é uma publicidade!

22 Comentários

Você também poderá gostar de:

capae

Antes de eu sonhar em vir para o Estados Unidos eu já gostava de inglês, mas eu nunca levei a sério nos tempos que eu podia tentar aprender algo na escola. Depois, quando fui pra faculdade e entrei numa multinacional, me vi obrigada a aprender alguma coisa, já que hoje em dia é fundamental ter fluência em outra língua. Infelizmente as escolas e apostilas de inglês ainda são um pouco caras e nem todo mundo tem dinheiro para bancar cursinhos. Foi aí que resolvi começar a aprender sozinha.

Hoje em dia, eu aprendo mais na convivência com americanos do que estudando sozinha. Confesso que quando eu estava no Brasil achava que sabia bastante, mas quando cheguei aqui percebi que eu não sabia nada. Só o básico do básico e até uma criança de dois anos falava melhor que eu. As dicas que eu trago hoje são essenciais para quem tá começando agora. Eu tinha feito um vídeo no youtube explicando, mas acabei tirando do ar e vou refazer. Enquanto o vídeo não sai, fiquem com as dicas escritas. Espero que ajude vocês!

Em primeiro lugar tenha em mente que ninguém fica fluente da noite para o dia. Dizem até que o português é uma das línguas mais difíceis, pois temos muitas conjugações verbais, e no inglês acaba sendo tudo mais simples. Se cobre sim, mas também tenha consciência de que cada passo dado é uma vitória. Não tente estrapolar as coisas, pular lições e etapas. Procure aprender o máximo de frases possíveis e não apenas palavras isoladas. Outra coisa importante é tentar não usar o português como base, porque algumas frases, na hora da tradução, se feita ao pé da letra ficam extremamente erradas e sem sentido. Por mais chato e enjoativo que seja no começo, continue, porque tudo nessa vida (inclusive uma segunda língua) é preciso ter tempo, esforço e dedicação.

E por favor, jamais torne isso uma coisa difícil de ser feita. Responsabilidade é diferente de obrigação! Saiba administrar seu aprendizado e entenda que você não tem que estudar, você tem que praticar. Quanto mais você tornar isso divertido, menor vai ser o esforço.

1- Faça exercícios em livros!

1

Tente pegar livros na sua escola, empreste algum que a sua amiga não usa mais no cursinho ou se for preciso, imprima testes de inglês da internet. Tenha seu tempo, vá aos poucos se familiarizando com a língua e se esforce para fazer os trabalhos, assim como você faria se estivesse na escola. Você vai praticar, e seu cérebro vai começar a entender que tem uma outra língua chegando ai. A informação fica muito mais fácil de ser guardada quando você faz testes e resolve exercícios. Por mais bobo que seja, faça!

2- Leia sites de assuntos que te interessem:

2

Gosta de maquiagem? Entre em sites americanos sobre maquiagem. Até loja vale! E comece a se esforçar para entender o que eles dizem. Eu por exemplo adoro ler notícias, e sempre entro no The New York Times. Mesmo na época que eu não tinha noção nenhuma, as vezes, brincar com as palavras sem muitas pretenções nos ajudam! Se você gostar de jogos, procure sites que expliquem como funciona cada jogo lançado, e tente entender o que é dito ali! Jamais entre num site científico se você não gosta de ciência. Isso acaba nos desmotivando e dando preguiça. mas quando o assunto é do nosso interesse fica muito mais divertido. Lembre-se: esforço é diferente de obrigação!

3- Saiba usar o tradutor:

3

Não fique refém do google tradutor (nem do dicionário), nunca! Todo mundo sabe que o google tradutor tem erros e as vezes a tradução de uma frase fica errada, então não fique acostumada a usar ele. É um veneno e deixa a gente preguiçosa. Só use em último caso, para descobrir como falar aquela palavra esquisita ou para saber o significado de algo que leu por aí!

4- Assista filmes e séries com legenda e áudio em inglês

4

Essa é umas das dicas mais antigas e mais funcionais, pelo menos pra mim. Se você não sabe por onde começar, eu indico o seriado Friends. É uma linguagem super simples e eu acho bem fácil de entender. Lembre-se de deixar o áudio e a legenda em inglês sempre. No começo, eu achava um absurdo e pensava que não ia entender nada. Realmente parece difícil, mas com o tempo você pega o jeito, até porque, além da cena e das entonações das vozes dos personagens você acaba sacando uma coisa ou outra. Ajuda MUITO porque você vai praticar a audição e a leitura/escrita, e posso dizer que metade do meu inglês por aqui melhorou quando passei a assistir televisão com legenda em inglês!

5- Jogos e app em inglês são muito válidos!

5

Se você gosta de jogar, nada melhor do que usar contas ou aplicativos em inglês. Existem também milhares de aplicativos que ensinam e fazem testes e exercícios em qualquer outra língua. Tá de bobeira no intervalo da escola? Acabou a luz de casa e você não tem nada pra fazer? Arrume sempre um tempinho para jogar ou testar seus conhecimentos é sempre muito, muito válido. O que não pode é esquecer da existência do aplicativo, assim você nunca vai sair do nível básico.

6- Troque a configuração dos seus aparelhos e redes sociais!

6

Sabe o seu facebook? Tá esperando o que para trocar a linguagem dele para inglês? E o seu celular? Não custa nada mudar as configurações para ir se familiarizando com a lingua, né? Se der algum problema, tente traduzir, e se mesmo assim você se sentir desconfortável em aceitar ou negar algo que não entendeu, mude para português, resolva o problema e volte para inglês. São pequenos passos que fazem a diferença e nos forçam a pelo menos tentar entender o que está acontecendo. Não consigo me lembrar da última vez que tive meu facebook em português, e tem sido ótimo assim!

7- Abuse das músicas internacionais

7

Posso dizer que muuuiiitaaaa coisa básica eu aprendi ouvindo música, sabia? Nem que fosse só o refrão, mas eu sabia cantar alguma coisa! Separe uma lista de músicas internacionais que você goste de ouvir e busque a letra original dela. Vale acompanhar no youtube ou então imprimir e cantar em frente ao espelho. Assim você vai praticar a audição e a fala, e posso dizer que ajuda MUITO. Comece pelas mais lentinhas e aos poucos vá trocando so rítmos, não precisa se afobar. Mas cante, cante muito!

8- Entre em bate papo gringo!

8

Por muito tempo eu tive um preconceito enorme com Omegle e alguns outros sites gringos, porque querendo ou não, tem gente maluca e safada em todo lugar. Jamais converse por webcam em sites assim, porque a chance de você se deparar com bobagens e coisas ruins é enorme! Por isso, sempre busque conversar por texto, e com palavras chaves boas, como no exemplo eu coloquei assuntos que me interessam: viagem, escola, intercâmbio, ny, estados unidos, enfim.. Você tem milhares de opções para colocar lá e filtrar melhor as pessoas com quem conversa. Outra dica MUITO BOA que eu vi no canal da Julia Jolie é instalar a extensão para google Chrome chamada LINGUA.LY. Se você não sabe do que eu estou falando, assista esse vídeo aqui. A dica é realmente ótima e você vai conseguir aprender muito mais rápido, exatamente por não ter que ficar indo buscar tradução para as palavras que não conhece, pois o Lingua.ly te ajuda! No vídeo dá pra entender bem, confira!

9- Inscreva-se em canais que ensinem inglês!

9

Existem milhares de canais ótimos no youtube, mas eu não poderia deixar de indicar os três acima. Eu comecei conhecendo a Julia Jolie, depois parei num vídeo da Cintia e sem querer entrei no canal da Carina que escreve para o blog English Brazil. São realmente ÓTIMOS canais, e ensinam de uma forma muito mais prática e divertida. Garanto que vão gostar e aprender muito! É só clicar no canal que deseja conhecer: English Brazil, Julia Jolie ou Cintia Disse.

10- Anote sempre! 

10

Pode parecer bobagem te dizer para anotar tudo, mas sabe aquela ideia tão legal, mas tão legal que você tem e pensa: “Não vou nem anotar porque é tão genial que nem vou esquecer?” Então, já aconteceu comigo várias vezes. E eu aposto que durante seu aprendizado você vai esquecer uma palavra ou outra. Então, não custa anotar, só por via das dúvidas, aquela que você não usa tanto, mas que ainda sim é essencial saber. Anote sempre, tudo que puder, e de vez em quando volta lá, dá uma lida nos significado, nas coisas que você escreveu, e com o tempo você vai perceber seus erros nas primeiras frases anotadas e vai lembrar muito mais fácil dos significados daquilo que você marcou no caderninho. O cérebro memoriza muito mais fácil quando você anota, até porque nós somos muito visuais também!

Mas agora eu quero saber de você: vai colocar alguma dica em prática? Já faz alguma delas? Me conte nos comentários como está seu aprendizado em inglês, se você tem alguma dúvida ou sugestão de post aqui pro blog! Quero saber tudo em detalhes, assim uma ajuda a outra, tá?  (lingua)

**todas as fotos foram retiradas do we heart it**

87 Comentários

Você também poderá gostar de:

Vou confessar que eu tenho um disturbio de atenção horroroso! Quando vou atualizar o blog, o facebook sempre está aberto, e de repente eu já larguei o post pela metade e estou batendo papo com as amigas. Eu já tive muitos blogs, e mesmo assim, quando o Larissa na estrada nasceu eu não sabia como administrar tudo isso. Mesmo que eu não estude, e tenha mais tempo do que a maioria das pessoas para cuidar do blog, ainda assim, era uma luta manter tudo organizado. Foi aí que eu resolvi dar um basta e cuidar mais das minhas coisas! Depois de testar por dois meses, resolvi compartilhar com vocês algumas dicas para melhorar seu blog, e que comigo foi um experimento que deu certo!

1

O primeiro passo para que as coisas melhorem na sua vida e no seu blog é comprar uma agenda e um caderno. Pode ser o mais baratinho que você encontrar, sem frescura. Essa agenda é internamente bem simples e eu ganhei da minha sogra. Quando ela me deu fiquei muito feliz, porque sabia que seria a minha salvação! Mas oh: não vale agenda de celular! Tem que ser de papel, tô falando sério! Futuramente quero fazer uma agenda com a logo do blog, mas enquanto não posso, essa está salvando a minha vida!

Na teoria: no caderno você organiza os menus da forma que preferir. No meu caso, eu abri uma abas para POSTS, VIDEOS, SORTEIOS e GASTOS. Na aba posts, eu coloco todas as ideias para futuros posts aqui no blog. No vídeo, as ideias e tags para vídeos. Na aba sorteio coloco as ganhadoras e os prêmios que já rolaram aqui no blog, e na aba gastos, todos os débitos do blog.

Na prática: pra começar a parte prática do negócio, eu utilizo a agenda! Conforme eu for escolhendo os assuntos e psots do blog, começo a montar a programação, colocando o assunto do post nos dias que eles precisam ir para o ar. No dia 1 vou postar isso, no dia 2 aquilo, e no dia três uma tag. Assim, eu consigo visualizar a minha programação semanal, e dá tempo de correr atrás do material, seja uma entrevista, um texto ou uma sessão de fotos. Conforme você for postando, marque com uma caneta marca texto, assim você não se perde e sabe o que ainda resta para postar!

Esses dois meios parecem muito bobos, mas garanto, dá uma diferença enorme! Antigamente eu sofria com falta de inspiração, posts tarde demais ou bagunça nos assuntos. Com o caderno, dá pra anotar todas as ideias e a inspiração nunca vai faltar! Quantos posts eu já perdi porque não anotei? Já nem sei mais! Tanto a agenda quanto o caderno são bem bagunçados e rabiscados, mas eu consigo me entender e deixar tudo da forma que eu preciso para que o blog continue sendo atualizado bonitinho!

2

Crie horário e metas! Se você estuda de manhã e faz algum curso a tarde, e ainda precisa atualizar o seu blog, não se desespere! Tente apontar horários que você está em casa e possa sentar para montar algum post. Nos finais de semana, tire um tempo maior para fazer uma quantidade X de posts e programe para que eles consigam ir para o ar sozinhos. Eu faço isso direto aqui no blog, e olha, ajuda muito! Sempre que a gente tem um imprevisto, a internet resolve não funcionar ou você não está num dia legal, pelo menos o blog fica atualizado, e seus leitores continuam felizes!  (mega feliz)

Foque no post e só no post! Quando você for escrever algo para o blog, procure fechar as redes sociais. O facebook é um veneno pra puxar o seu pé, fazer a hora passar e você perder a única oportunidade que tinha para fazer um post.

Decidi abrir esse espaço para falar apenas sobre a rotina que eu uso para me organizar porque sei que muita gente também se perde no meio dos compromissos e afazeres. Confesso que quando decidi começar a usar a agenda e o caderno eu achava algo bem bobo, e pensei que eu nem chegaria a escrever de verdade. Mas hoje, viraram minhas ferramentas principais de trabalho. Toda vez que alguma leitora dá alguma dica, eu marco no meu caderninho. Assim, eu sempre vou saber o que postar, e ganho tempo até ter uma outra inspiração. Mas e você? Como é que se organiza com o seu blog? Vai tentar a dica que eu dei no post? me conte nos comentários, beijo!  (lingua)

46 Comentários

Você também poderá gostar de: