CAPA-1

Olha, eu vou te contar uma coisa: fazer post de comida, quando se está com fome é pura maldade. Ainda mais quando se trata do meu prato preferido!  (chocado) Pra enganar o estômago, estou aqui comendo duas maçãs e dizendo para o meu cérebro: é salmão, não ta vendo? É salmão!  (sorrisão verde)

Já faz um tempo que eu estou querendo abrir um espaço aqui no blog para falar de tudo relacionado ao corpo, universo feminino e qualidade de vida. Resolvi deixar a preguiça de lado e começar a pesquisar mais sobre esses assuntos que até pouco tempo atrás eu nem ligava. Mas conforme os anos passam a gente se vê praticamente obrigada a cuidar da saúde, do peso e da alimentação. Tenho 20 com alma de 50. hehehehe.

Eu nunca fui amiga dos frutos do mar e a tenho uma história com o salmão. Desde pequena eu detesto peixe e ninguém nunca entendia como uma caiçara (nasci na praia) não gostava de peixe. Até que um ano atrás surgiu uma febre de temaki e comida japonesa no meu facebook. Até que por pura modinha (confesso!) resolvi tentar. Como eu já esperava, não gostei e torci o nariz. Inconformada com a situação, eu experimentei em mais três lugares diferentes, até que um deles me surpreendeu e puft: passou de pior prato da história para o meu prato preferido!

Ainda não consegui avançar de nível e gostar de outras coisas como atum, camarão, sushis e etc. Mas já fico feliz que pelo menos sentar num restaurante japonês, eu posso! Por isso hoje resolvi começar esse post mostrando pra vocês os benefícios do salmão, e se você ainda não experimentou, dá tempo de tentar. Sobrevivi as 4 tentativas e não me arrependo, viu?  (piscada)

meio

Acredite se quiser: o salmão pode ser considerado um dos alimentos mais saudáveis do mundo! (chocado) Além de prevenir doenças inflamatórias e do coração, ele contém nutrientes que melhoram o humor, reduzem o colesterol ruim e aumenta o bom, diminuem a flacidez e evitam o envelhecimento. Melhor do que isso, só se te der vida eterna!  (sorrisão verde)

Não vou entrar em termos médicos e com palavras pouco conhecidas porque nem eu e nem você temos saco pra isso. Mas no geral, o salmão é rico em ômega 3, o que ajuda a evitar a formação de placas que obstruem (tampam) as artérias, e é por isso que ele é tão bom para o coração. E os benefícios não param por ai: ele trabalha na prevenção de insuficiência renal e ajuda a evitar a endometriose, uma doença que causa dores no útero e infertilidade.

Outra coisa legal é que os nutrientes do salmão são maiores do que os nutrientes encontrados na carne, por exemplo, e a digestão é muito mais fácil e leve no caso dos peixes. Mesmo assim um não substitui completamente o outro, viu?

Se você é dessas que não comeria cru de jeito nenhum, uma opção de prato fácil é grelhar o salmão (sem óleo e sem azeite), usando a própria gordura do peixe, e temperar depois de quase pronto com pimenta do reino e pouco sal. Existem milhares de dicas e receitas na internet, o que não pode é deixar de tentar, viu?

Agora me responde: você gosta de salmão? Já comeu cru? Me conta a sua história com esse tipo de comida. Eu prefiro cru do que grelhado, mas mesmo assim sou apaixonada pelos dois. Mal posso esperar pra voltar no rodízio japonês hahahaha! E a pergunta mais importante: apoiada a ideia de posts com dicas de saúde, qualidade de vida e universo feminino? 

 

22 Comentários

Você também poderá gostar de: