capa-post-ttl

Há alguns meses eu fiz um post com dicas para aprender inglês em casa e contei um pouquinho mais dos métodos que eu costumo usar. Mesmo seguindo as minhas próprias dicas, depois de um tempo, eu passei a sentir falta de alguma coisa. No Estados Unidos eu tinha contato frequente com o inglês, claro, mas quando me mudei pra Tailândia a coisa complicou: aqui eles até falam, mas de uma forma bem mais simples e prática. Ou seja, tudo que eu havia aprendido na terra do tio Sam estava em risco, e em pouco tempo, eu provavelmente esqueceria. De tudo isso eu só tinha certeza sobre uma coisa: eu precisava praticar! E precisava praticar com alguém que entendesse do assunto, ou melhor, falasse um inglês correto. Engatei a pesquisar fóruns, grupos no facebook e site para jogar conversa fora com nativos americanos, e foi aí que eu conheci a The Talk List!

001

A ideia da The Talk list é ensinar de uma forma prática e divertida, acoplado ao preço baixo. Eu já comentei milhões de outras vezes em posts passados que eu sou aquele tipo de pessoa que detesta sentar e estar um livro por horas. Simplesmente não funciono! Me sinto sob pressão e acabo desistindo. Quando morei no EUA, tudo, absolutamente tudo que eu aprendi foi conversando com nativos e assistindo televisão, ou seja, prática ao invés de leitura e foi por isso que eu me senti tão bem quando fiz minha primeira aula online. Você seleciona o tutor que se encaixe melhor no seu perfil, no meu caso, eu selecionei uma pessoa que falava português para me sentir segura caso surgisse uma dúvida maluca que eu não soubesse explicar em inglês mesmo! É possível, também, escolher o tema que você quer falar (adivinha o que eu escolhi? viagem, dãaa!). Não é necessário seguir um cronograma da empresa e, caso você faça o tipo que só funciona estudando via livro, não se preocupe, tem lugar pra você também: Você pode solicitar ao tutor para te ajudar nas tarefas, responder os exercícios e tirar dúvidas!

002

Graças ao mundo tecnológico de hoje em dia nós podemos otimizar nosso tempo de acordo com as tarefas. Antigamente eu precisava viajar 30km até minha antiga faculdade, mas hoje já é possível fazer facul online. Com curso de inglês não poderia ser diferente! As vezes a gente nem tem tempo suficiente para se locomover, mas tem meia hora durante o almoço, não é? Um dos benefícios é exatamente essa facilidade. Outra coisa é a flexibilidade de aprender brincando e conversando sobre assuntos do seu interesse: o foco é aprender a língua da forma como ela é realmente falada e não daquele jeito metódico que os livros ensinam, e que provavelmente, você pode se comunicar de uma maneira mais fácil. Então pra que aprender do jeito mais difícil antes, não é mesmo? E por último, mas não menos importante, você escolhe o valor dos créditos que pode pagar a partir de 5 dólares.

003

A primeira aula é totalmente grátis e você vai ter a oportunidade de testar a plataforma antes de tomar uma decisão definitiva. Para começar é bem fácil, só preencher o cadastro, e assim que a sua dashboard (painel) abrir você pode escolher um tutor de acordo com a sua preferência. Há campos para preencher a língua nativa, língua secundária, disponibilidade de horário, preço, etc. Depois, é só agendar a aula no melhor horário para você e aguardar. Todos os seus passos dentro do site serão documentados via email, e você receberá uma notificação para começar sua aula. Assim que a janela abrir há um tempo de espera, cerca de 3 minutos, para que o tutor/estudante fiquem prontos, e também para verificar erros de conexão. Caso você tenha algum problema o próprio site devolve seus créditos (ou sua aula gratuita) para que você tente novamente, ou seja, você não perde nada, mesmo se a sua internet não colaborar!

A sua aula funciona basicamente como um skype. Uma janela de vídeo irá abrir e ao lado um pequeno chat. É possível enviar imagens durante a conversação, e dentro da mesma janela há uma opção de tradutor para que você e seu professor consultem, entre outras coisas. Cada aula tem duração de 25 minutos, e gente, passa voandoooo!!! Há um contador na sua janela de aula e você poderá saber quando vai acabar. Caso reste alguma dúvida, você pode consultar esse vídeo aqui onde ensina na prática como usar o site. Estarei disponível nos comentários também. É bem fácil, não se preocupe!

004

O pagamento é outra facilidade na The Talk: não há contrato! Ou seja, você pode fazer uma aula hoje e apenas por ela. Se amanhã ou depois você se apertar nas contas e não puder pagar mais, não há problema, você não precisa arcar com contratos ou multas. Para fazer as aulas você compra os créditos via cartão de crédito ou paypal e nenhum valor será cobrado a mais caso você precise parar  por um tempo. O lance é simples: pagamento a cada aula!

Ufa! Quanta coisa! Mas calma que esse é só o começo! Eu ainda estou fazendo as minhas aulas, que aliás, vão até abril, mas quando tudo acabar eu volto aqui em forma de vídeo pra contar um pouco mais sobre o meu progresso e tirar possíveis dúvidas, tá? Agora me contem vocês: vão fazer a aula grátis? Vocês estudam inglês? Quais são os seus métodos? Compartilha com a gente e vamos ajudar as outras leitoras interessadas no assunto!

Visite a The Talk List e faça sua aula grátis! 

ELFNT

 

30 Comentários

Você também poderá gostar de:

[:pb]_A_DSC_0075

Eu sei, tem look demais nesse blog, mas passado esse alvoroço de fim/início de ano logo tudo volta ao normal.  (sorrisão verde) Pouca gente sabe mas em dezembro eu me mudei (de novo!) para um outro resort, e atrás do meu quarto tem uma construção abandonada. Quando decidi fotografar esse vestido que recebi da Choies, nem pensei no local. Até que hoje acordei e disse: vou pra construção! hahaha Antes de sair resolvi passar batom preto pra dar um ar mais pesado nas fotos, e sinceramente? Não poderia ter feito escolha melhor. Acredito que se eu não tivesse usado. as fotos não teriam tanto sentido.

No final das contas eu gostei do resultado, e a propósito, esse look foi o mesmo que eu usei na virada de ano (sem o batom, claro!) e eu prometi que mostraria aqui no blog numa outra ocasião, já que no dia da virada eu não consegui tirar nenhuma foto que prestasse por ser o combo vestido preto + noite.

Confere aí:

DSC_0078

DSC_0116-2

DSC_01131

DSC_01811

DSC_01941

DSC_0083

Vestido: Choies (entrega grátis no Brasil!)

Claro que tudo não passou de uma brincadeira, mas no final eu gostei. Sempre tive aquela vontade de fotografar num lugar abandonado assim! Eu espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu, porque queiram ou não, ainda voltarei lá muuuiiiitas vezes mas muitos outros looks hahahahahahahaa.

E aí? O que achou? Deixa a sua opinião nos comentários! Sobre a roupa, sobre o lugar, sobre as fotos, a edição.. enfim! Tô esperando seu feedback  (piscada)

[:en]_A_DSC_0075

Eu sei, tem look demais nesse blog, mas passado esse alvoroço de fim/início de ano logo tudo volta ao normal.  (sorrisão verde) Pouca gente sabe mas em dezembro eu me mudei (de novo!) para um outro resort, e atrás do meu quarto tem uma construção abandonada. Quando decidi fotografar esse vestido que recebi da Choies, nem pensei no local. Até que hoje acordei e disse: vou pra construção! hahaha Antes de sair resolvi passar batom preto pra dar um ar mais pesado nas fotos, e sinceramente? Não poderia ter feito escolha melhor. Acredito que se eu não tivesse usado. as fotos não teriam tanto sentido.

No final das contas eu gostei do resultado, e a propósito, esse look foi o mesmo que eu usei na virada de ano (sem o batom, claro!) e eu prometi que mostraria aqui no blog numa outra ocasião, já que no dia da virada eu não consegui tirar nenhuma foto que prestasse por ser o combo vestido preto + noite.

Confere aí:

DSC_0078

DSC_0116-2

DSC_01131

DSC_01811

DSC_01941

DSC_0083

Vestido: Choies (entrega grátis no Brasil!)

Claro que tudo não passou de uma brincadeira, mas no final eu gostei. Sempre tive aquela vontade de fotografar num lugar abandonado assim! Eu espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu, porque queiram ou não, ainda voltarei lá muuuiiiitas vezes mas muitos outros looks hahahahahahahaa.

Sempre me perguntam sempre tira as minhas fotos e é o meu namorado, então se você gosta das fotos que aparecem aqui do blog, dá um help e curte a página dele pra deixar a gente feliz  (sorrisão verde) .

E aí? O que achou? Deixa a sua opinião nos comentários! Sobre a roupa, sobre o lugar, sobre as fotos, a edição.. enfim! Tô esperando seu feedback  (piscada)

[:]

41 Comentários

Você também poderá gostar de:

4

Apesar de ter como uma mantra aquela frase que “todos os dias temos a oportunidade de recomeçar”, sou amante assumida do fim de ano. É a época em que a gente faz aquela reflexão intera e contabiliza os dados dos últimos 12 meses. Não sei vocês, mas poucos segundos antes da meia noite, em todos os reveillóns, eu assisto um filme na miha cabeça com os acontecimentos (felizes ou não) daquele ano.

A meia noite, naquela transição do caledário, o minuto que se passa parece não ter fim. Dá tempo de fazer promessa, pensar em coisa boa, desejar felicidade pra família, pros amigos, projetar as metas seguintes e ainda por cima, pedir aquela mãozinha pro cupido ou pra mega sena baterem na nossa porta.

Desde que me lembro eu uso branco na virada. Como se não bastasse só o branco, eu ainda carrego fielmente aquela história de usar uma calcinha nova e pular sete ondas fazendo os pedidos do ano seguinte, e aide eu se  não fizer! Minha mãe dizia que dava azar!

2

O post de hoje era pra ser um look do dia com a roupa que eu pra me dar sorte em 2015. Pensei na composição poucos dias antes, e como a iluminação a noite não é das melhores, resolvi fotografar o look no píer, durante a tarde. Como estava sol, optei pelo chapéu que chegou ainda outro dia e eu achei que não usaria nunca, mas não sairá daqui tão cedo!

Apertei o foda-se pro azar nos últimos 20 minutos antes de sair de casa para a virada de ano e me permiti, pelo menos desta vez, não usar branco. Usei preto sim!!!!! Mas isso é história para outro post. A “roupa da sorte” pode ter mudado, mas o post vem ao ar de qualquer jeito.

3

1

Esse vestido de renda da loja Milanoo é uma daquelas peças reaproveitáveis, sabe? Já usei como vestido e como blusa também. Mas o crédito todo vai pro chapéu da loja Oasap, porque sem ele, esse look não seria nada. (sorrisão verde) Além disso, devo dizer, que foi a loja mais barata que eu encontrei esse tipo de chapéu. Todas as outras estavam acima de 35 dólares, e ai não dá né mores?

5

Gostaram do look? Simples e mocinha, né? heheehheeh Mas e vocês, usaram o que na virada de ano? Vocês acreditam nesse lance de cores e ondas, ou é tudo balela? Eu espero que seu início de 2015 tenha sido muito bom, porque é pra isso que a gente veio a terra: ser feliz ! Saúde e paz, porque o resto a gente corre atrás (piscada) Happy new year, lindonas! <3

CRÉDITOS: vestido renda chapéu floppy cinto (TODAS ENTREGAM NO BRASIL!)

Valor total do look: $54 dólares.

42 Comentários

Você também poderá gostar de: