Eu não sei vocês, mas eu tenho o costume (e adoro!) de fazer listinhas com coisas que eu quero fazer antes de morrer. Hoje estava pensando em quanta experiência legal eu já tive na minha vida, como por exemplo, andar de avião, tomar banho de banheira, assar marshmallow na fogueira, ou seilá, brincar na neve. Podem parecer coisas simples e bobas pra você, mas ainda me lembro do dia que ficava sonhando com cada uma dessas vivências.

Até que me dei conta, que já não faço listas como essas há algum tempinho e já realizei bastante coisa dos desejos antigos. Então tratei de selecionar mais 15 itens (pro post não ficar enorme) que eu pretendo fazer pelos próximos 10 anos, antes da minha chegada a casa dos trinta. Se eu fizer pelo menos 10 coisas dessa lista, uma a cada ano, já me considero vitoriosa!

1

1- Pular de paraquedas: se você me perguntasse há alguns anos atrás se eu gostaria de pular de paraquedas, com certeza a resposta seria não. Mas ultimamente eu tenho tido uma vontade muito louca de aproveitar a vida, e como eu já sou fascinada pelo céu, não custa fazer um esforço né? Não sei se vou conseguir completar a tarefa, porque morro de medo de altura, mas tá na lista e o desafio foi lançado. Você acha que eu consigo?

2- Tirar foto com animais selvagens: não só animais selvagens, mas de todos os tipos que a gente não tá acostumado a ver por aí, por exemplo girafa, leão, rinoceronte, elefante e até cobra! Apesar de morrer de medo de cobra, eu tenho que aprender a me permitir, afinal, é um ser vivo como eu.

3- Conhece pelo menos mais 5 países: a meta é passar por 5 países em 10 anos. Pode ser qualquer lugar, só não vale o Brasil nem o Estados Unidos. Coisa nova, gente nova, cultura nova e muitas histórias aqui pro blog.

2

4- Assistir uma luta de UFC na arquibancada: eu sou doida por luta. Me acabo quando assisto o UFC, e mesmo que eu não entenda o lado técnico, morro de vontade de assistir uma luta ao vivo na arquibancada. A adrenalina que esse lugar deve ter é inimaginável. Mal posso esperar pra completar esse desejo!

5- Conhecer o castelo do Harry Potter: ah, pode rir vai, mas eu passei boa parte da minha infância lendo os livros da Jk e assistindo milhares de vezes os filmes do Harry Potter. Nem que eu visite o castelo com 60 anos nas costas, acho que vai ser mágico e encantador. Certeza que vou me sentir num filme!

6- Falar inglês fluentemente: eu já arranho no inglês e consigo me virar aqui no Estados Unidos, mas ainda erro muito e nunca sei se evolui alguma coisa. Então a vontade da vez é ser fluente antes do 30, e se possível, por mais difícil que seja, perder o sotaque, pra falar um inglês bem bonitinho!  (sorrisão verde)

3

7- Doar sangue: eu sempre quis doar sangue, mas eu também semper fui abaixo do peso obrigatório, então nunca rolou de fato. Depois que eu atingi o peso ideal, acabei enrolando e não sei porque nunca doei. Mas já estipulei como meta para ajudar quem precisa!

8- Lançar um livro: eu acho a ideia de ter um livro só seu genial. Publicá-lo deve ser mais legal ainda. E ter um dia de autógrafos na livraria com várias leitoras deve ser muito irado. É o tipo de experiência que eu ainda quero ter. Mas preciso saber de uma coisa antes: você vai lá me encontrar e comprar meu livro?  (envergonhado)

9- Aprender a cantar: se eu conseguir ser afinada já ta valendo a meta, porque infelizmente eu não nasci com o dom de cantar. Sou um desastre total pra música, e apesar de andar por ai soltando a voz, as vezes preciso me controlar pra não passar vergonha.

4

10- Festa na limousine: Se me permitem um pouco de futilidade, eu gostaria de participar de uma festa numa limousine. Eu poderia dizer que uma das vontades é ter um carro, e claro, também quero ter um carro antes dos 30, mas não coloquei ele nessa lista para dar lugar a limousine. Pensa que irado seria uma festa dentro de um ícone dos filmes de Las Vegas?

11- Casar na praia: já não é de hoje e nem novidade que vocês sabem que meu sonho é casar na praia, né? Eu acho lindo casamento em igreja e campo, mas eu nasci e cresci na praia, e acho que eu seria muito mais realizada se tivesse recordações de um momento tão especial bem pertinho da natureza!

12- Fazer um cruzeiro: pode ser um cruzeiro pelo litoral paulista, não ligo. Desde que seja um navio grandão e em um dia lindo!

5

13- Dançar na chuva: outra cena de filme! Pensa na situação: você está com seu bofe magia lindo, caminhando pelo parque e de repente começa a chover. Tem gente que corre pra um abrigo, mas eu adoraria dançar e curtir o momento! Acredite ou não, eu já pulei na chuva, mas nunca dancei, não sei por que. E pode ser em qualquer país e qualquer situação. O que eu realmente quero é sentir a natureza bem pertinho de mim, me divertir e lembrar das coisas boas e naturais da vida.

14- Fazer um monte de tatuagens: vou virar um gibi, fechar o braço, tatuar quase as costas inteira, mas tenho uma porção de coisas pra marcar no meu corpo. Já tenho duas que contam a minha história, e quero mais algumas, uma pra cada momento. Falta fazer a tattoo do blog, ne?

15- Comprar uma casa: não coloquei comprar um carro, mas acho essencial ter uma casa própria! Todo mundo quer o seu cantinho pra decorar, viver e fazer o que bem entender, né? Sou louca pra ter algo pra chamar de meu e enfiar quantos pregos na parede eu quiser sem ninguém enchendo o saco!

Mas agora me contem vocês: o que vocês querem fazer antes dos 30? Ou melhor: o que vocês querem MUITO fazer antes de morrer? Já realizaram algo dessa lista? Querem fazer algo que eu  listei? Quero saber o sonho de vocês, os medos, anseios e tudo que puderem me contar! Beijo enorme.

** Todas as fotos foram retiradas do tumblr em diferentes profiles. Se você for autor de alguma, favor informar**

40 Comentários

Você também poderá gostar de:

sedd

Diariamente eu recebo perguntas sobre o meu visto. Como eu consegui morar no Estados Unidos e qual o processo para que outras pessoas também possam vir. E hoje eu trago a resposta!

A verdade é que o meu visto é turista. Quando eu vim a primeira vez pra cá, em dezembro, tive apenas um mês de permanência. O fiscal não foi muito com a minha cara, e eu tive que voltar pro Brasil em janeiro. Porém, retornei em fevereiro, e, pra minha surpresa, meu passaporte foi carimbado com seis meses de permanência.

A ideia inicial era passar duas semanas no Brasil e duas semanas no Estados Unidos até quando desse. Eu já tinha largado o emprego e a faculdade, e tinha que achar uma forma de me sustentar, porque o que estava em jogo era a minha relação com o Chris. Dessa forma, tínhamos decidido que eu viveria viajando para lá e para cá vendendo produtos importados. Porém, pra minha surpresa, o fiscal foi gentil. Saí do aeroporto pulando de felicidade. Mas quando chegamos em casa, tivemos que tomar uma decisão. Eaí, Larissa. Como vai ser daqui pra frente?

Então, conversando com o Chris, meu namorado, decidimos que eu ficaria no Estados Unidos até o fim do meu visto. Ele acaba em 8 de agosto! Mas, pra quem não sabe, só se pode estar em território americano por no máximo seis meses durante um período de um ano. Sendo assim, eu tenho que deixar o país em agosto e só posso voltar depois de seis meses.

O problema é que eu não queria voltar para o Brasil. O Christopher também não tem a mínima vontade de fazer isso agora. E o namoro? Fica como? Então decidimos: vamos pra Tailândia! E por seis meses!

Aí você se pergunta: Mas Deus do céu, porque logo Tailândia?

Pra quem não sabe, o meu namorado é professor de Muay Thai. Depois de morar no Brasil, ele resolveu estudar mais sobre a arte na Tailândia. Tudo o que ele tem e sabe hoje, ele deve a algumas pessoas que conheceu durante o período em que esteve lá. E uma dessas pessoas, é o treinador dele, o qual ele tem um respeito imenso, e a saudade é imensa! Outro fator importante é que brasileiro consegue entrar no país sem precisar passar pela entrevista de visto  como é feito para o Eua. Então já facilitou muito o meu lado.

Inicialmente, não sabemos onde vamos ficar. Tínhamos cogitado a ideia de ficarmos em algum apartamento em Bangkok, que acaba sendo mais barato, e tem taxi pra todo lado. Mas ultimamente tá rolando muito protesto e a cidade tá uma loucura! Então, muito provavelmente nós vamos ficar num resort, num lugar chamado  Phuket. Pelo que eu ainda pesquisando (e pelo que o Chris fala) é um lugar lindo, com paisagens de tirar o fôlego.

E é por isso que eu estou fazendo esse post hoje. Para explicar para vocês o que vai acontecer comigo em agosto, e para também, abrir uma nova tag aqui no blog: embarque para Tailândia. Conforme a gente for se decidindo, vou postando as nossas escolhas. O hotel, o avião, e todo o processo até chegar em território tailandês. A partir daí, preparem-se para muitos e muitos posts no menu Pelo Mundo aqui do blog!

Eu ainda não consigo acreditar que estamos indo pra lá. É muita novidade pra pouca Larissa. Sem contar que é por um período grande. Eu tô animada sim, mas com medo também! Será que vou ter que almoçar espetinho de escorpião? Ai meu Deus!!!  (chocado)

Alguém aí já foi para a Tailândia? Ou tem vontade de conhecer? Me contem nos comentários, vamos compartilhar experiências!! (lingua)

34 Comentários

Você também poderá gostar de:

4

Olá pessoal!

Muita gente me pediu para fazer um post falando um pouco mais sobre a minha câmera, e aqui estou eu. Mas, preciso dizer antes de tudo, que é um desafio para mim até pra fazer esse post. Isso porque eu não entendo nadinha de câmera. Juro! Eu faço as fotos do blog com ela e gravo os vídeos, mas não entendo nenhuma função. Quem escolheu e mexe em tudo, é sempre o meu namorado. E que aliás, é ele mesmo que tira as fotos do blog. Pra gravar vídeo, eu sinto um pouco de dificuldade com ela, porque eu faço tudo sozinha, e nem sempre eu consigo deixar o foco bem certinho. Mas, juntei a minha força de vontade com a curiosidade de vocês, e dei uma pesquisada na internet. É muito feio pensar que trabalho com esse material e nem se quer o conheço bem.

No início do blog, a gente usava uma câmera emprestada, um pouco antiga até. Ela quebrava um galho, mas depois que adquirimos essa, percebemos o tamanho da diferença na qualidade das fotos! Nem se compara!

cam

A nikon d5200 é uma câmera para iniciantes, e foi lançada para competir com a Canon t4i. Mesmo feita para iniciantes, ela contém configurações mais avançadas, possuindo nada mais, nada menos do que 24.1 mega pixels e chega a fazer 5 disparos por segundo. Quando ela foi adquirida, veio com duas lentes. Uma de 18-55 mm e outra de 55-300mm.

No quesito gravação de vídeo, é em alta qualidade, full HD, e 1080p. Ela ainda suporta um microfone externo, o que faz o áudio da gravação ser muito bom! Quando a lente é bem focada, os vídeos ficam ótimos pra youtube. Encontrei a mesma câmera por 3.918,00 no ponto frio, nesse link aqui e tomei um susto, já que ela foi comprada aqui no Estados Unidos por 900 dólares, e veio um kit completo, com lente extra, tripé, etc. Tinha tanta coisa, que eu não sei nem explicar o que era cada um deles, porque não cheguei nem a usar o resto. Outra novidade é a transferência de arquivos via Wifi, e eu, particularmente, nunca testei!

Mesmo que ela seja “rival” da canon t4i, eu sempre ouvi falar muito bem da Canon t3i, e busquei comparações entre as duas câmeras. Algumas características são bem parecidas. A nikon d5200 é um pouco mais leve que a Canon, mas isso nem chega a ser um critério avaliativo. Outra diferença é na luz assistente que vem na Nikon. Já na Canon, é apenas o flash. Como já falei antes, a Nikon contém 24.1 mp, enquanto a Canon t31 está no mercado comportando 18mp.

Essa foi a última foto que eu tirei com a Nikon d5200:

aha

Até para colocar aqui no blog eu tenho que diminuir para 685 pixels. A foto original tem 6000 pixels! Se você quiser conferir mais fotos tiradas com essa câmera, é só voltar no último post de imagens aleatórias clicando aqui.

Eu, pessoalmente, não tenho reclamação nenhuma para fazer da câmera que eu uso. Exceto na gravação de vídeos que eu apanho um pouco, e ainda não tenho um dublê para ficar no meu lugar enquanto arrumo o foco. Mas isso não atrapalha tanto. A cada dia me impressiono mais com a qualidade das fotos que consigo fazer. Super valeu o investimento. A coisa chata desse tipo de câmera, é que é preciso um cuidado enorme. Não é uma compacta que você enfia na bolsa e leva para qualquer lugar. Por outro lado, a qualidade não se discute.

Gostaram pessoal? Qual a câmera que vocês sonham em ter? Me conte nos comentários um pouco mais da sua opinião, se valeria o investimento aos seus olhos, e qual é o seu sonho de consumo. Adoro ter esse contato com vocês! Beijo grande!

 

28 Comentários

Você também poderá gostar de: