MATERIAIS

No meu aniversário eu ganhei um cartão para gastar numa loja de artesanatos que eu amo por aqui. Eu não sabia o que queria, mas fiz questão de no dia seguinte aparecer por lá para procurar alguma coisa. Já tem um tempo que eu quero organizar os meus accessórios e quando eu vi essa caixinha sem graça lá no cantinho, não pensei duas vezes.

Tá, espera! Antes de ver ela, eu peguei uma instax, que saia por 120,00 dólares. E como eu tinha um cupom de 40% de desconto, fui toda feliz pro caixa. Mas pra minha surpresa, eu não podia usar o desconto para a câmera. Fiquei trisitnha, mas logo arranjei outra coisa pra me alegrar.

Foi ai que eu achei a caixa e comecei a pensar no que faria com ela. Como eu sempre faço a técnica de tecido e jornais (um dia faço só pra postar aqui no blog), queria tentar outra coisa. Foi aí que peguei  tintas, canetas, muito amor e pronto! Eu tinha tudo o que precisava!

Na foto eu coloquei como item um durex, mas você só vai usar ele se precisar mesmo. Caso você queira “proteger” alguma parte que não quer sujar com outra cor de tinta. Como eu sou esquecida e preguiçosa, nem cheguei a usar e fiz tudo no olho. Claro que ficou torto uns cantinhos, mas eu nem me importei, então vai de você, usar ou não!

1

Pra começar, se você preferir, pode lixar antes. Eu costumava fazer isso antigamente quando trabalhava com MDF, mas eu ando muito sem vergonha e resolvi fazer tudo sem muita frescura. Depois eu forrei a mesa com jornais e pintei a caixinha com uma cor nude mais escurinha. Não sei se existe no Brasil, mas eu usei a tinta acrílica marrom dourado da Craft smart. Como eu não entendo nada de tinta e essas coisas, só procurei alguma que fosse própria para pintar madeira, e encontrei essa na prateleira. Se você não encontrar essa marca, só procure alguma pra madeira como eu fiz e pronto. Não tem erro!

2

Como eu sou uma pessoa muito muito ruim pra desenhar a mão livre, eu resolvi começar com um molde. Peguei a foto na internet e do jeito que ela era, pequena assim, simplesmente imprimi. Como eu não tenho estilete e esqueci de cortar, peguei a navalha e cortei a parte da oncinha. Eu não coloquei isso nos materiais porque a ideia era desenhar a mão, mas eu fiquei com medo e resolvi pegar de última hora. Se você for boa, pode desenhar direto, mas se for como eu, vale pegar molde!

3

Depois eu grudei na caixa com o durex, e comecei a passar a caneta nos buraquinhos. Depois de fazer alguns lados, eu comecei a desenhar tudo na mão, porque vi que não era um bicho de sete cabeças, então só serviu pra perder o medo inicial mesmo! (mega feliz)

4

Mesmo quando eu usei o molde ou desenhei sozinha, eu não me importei nem um segundo se o desenho estava torto ou não, afinal, eu ia preencher com a caneta depois. Então, eu arrumei os desenhos conforme eu ia pintando.

5

Depois de pintar os pretinhos, eu só preenchia os “buracos” com a caneta dourada. Eu comprei um kit de 4 cores com 8 canetas por 10 dólares, e foi a melhor coisa que eu fiz na vida. É ótima para desenhar e tem uma pigmentação muito boa. Ela é da mesma marca que a tinta acrílica, e também é pra madeira, mas serve para plástico, vidro e metal. Tô apaixonada, sério! Na parte de dentro, usei a tinta acrílica branca para pintar as divisórias. Talvez com a tinta preta tivesse ficado melhor, mas agora ja foi hahaha. Como eu disse lá em cima, era pra eu usar o durex e evitar os “borradinhos” do canto, mas eu fiquei com preguiça. Te aconselho a usar, porque depois eu fiquei com raiva quando errava, então pra evitar stress, sem preguiça ok?

FINAL

E depois de seco, é só colocar todos os seus acessórios dentro! Eu fiz em dois dias, porque estava realmente cansada, mas no total foram umas três ou quatro horas entre pintar, desenhar e secar. A tinta acrílica secava muito rápido e não tinha cheiro, então leia isso no material que você comprar pra não ter nenhuma surpresa.

Eu sinceramente adorei o resultado final, e logo logo vou ter que fazer uma maior porque essa já deu pra ver que ficou preenchida com o pouco que eu tenho. E vocês, gostaram do resultado final? Vão tentar em casa? Quero saber tudo nos comentários, grande beijo!  (lingua)

37 Comentários

Você também poderá gostar de:

HAHAHAHA

O dia dos namorados no Estados Unidos não é no mesmo dia que no Brasil. Mesmo assim, eu não podia deixar de compartilhar com vocês um tipo de Diy que eu faço e amo! Os materiais são super fáceis, a maioria a gente tem em casa, então qualquer pessoa consegue se virar nos 30. Se você ainda não providenciou o presente do seu amado, calma! Ainda da tempo!

Eu sou aquele tipo de pessoa que sempre quer por a mão na massa e depois dizer: eu que fiz! Pensando em vocês e em agradar o meu mozão, resolvi fazer uma fronha personalizada pra ele. Eu sei que a palavra “sem” é com s, mas por ironia do destino, as iniciais do meu namorado são C-E-M. Então eu pensei, pensei, pensei e cheguei na frase da fronha. Achei genial, vai dizer que não?  (lingua) A outra fronha com o anjinho eu fiz para a minha sogra. A ideia é ensinar a tecnica, e a imaginação e criatividade fica por conta de vocês! Se testarem essa DIY, quero fotos viu?  (óculos)

Você vai precisar de: 

materiais 2

Na foto os tecidos estão amassadinhos. Eu aconselho a passá-los antes de começar o DIY, porque pode ser que na hora de “colar” o papel termocolante ele fique errado nesses amassadinhos e dobrinhas. Então chega de papo e mãos a obra:

1

Primeiro eu coloquei a fronha sobre a mesa, e depois o tecido preto que era a cor que eu queria fazer a letra. Como eu não tenho noção nenhuma de espaço e não tinha régua, resolvi medir a letra pelo tamanho do tecido preto. Deixei ele dobradinho, cortei um pedaço do papel termocolante e fui escrevendo por cima, pra saber o “limite” de tamanho. Lembre-se que algumas letras como o N na foto precisam ser ao contrário. É a parte chatinha e difícil, mas com calma dá pra fazer. Outro detalhe importante é que você deve sempre trabalhar com a parte LISA do papel termocolante.   Ou seja, escreva e passe o ferro sempre no lado liso! (mega feliz).

2

Depois de escrever todas as letras, é só cortar. Nem se preocupe se a sua letra ficar toda rabiscada como a minha, o importante vai ser cortar certo. Os rabiscos nem vão aparecer no resultado final, mas o corte torto aparece né?

3

Lembra que eu falei sobre trabalhar sempre com a parte lisa do papel? Então, essa é a hora que você coloca a letra recortada e passa o ferro por cima do papel liso. Assim, aquela parte áspera vai colar no tecido.

4

Dep0is de colar todas a letras, é hora de cortar!

5

Depois das letras cortadas, só pra garantir, coloque as letras na fronha para medir o tamanho e o local onde elas devem ser coladas!

6

Depois que você tiver certeza do local que vai colar, é só retirar esse papel branco. Viu que aparece um brilho? Essa é a cola do papel termocolante. Ai é só a letra na fronha e passar o ferro por cima do tecido. Assim, essa parte brilhante atrás da letra vai colar na fronha. Fácil né?  (mega feliz)  O resultado é esse que vocês já viram no início do post:

DSC_0045

E ai pessoal, gostaram? Vão tentar o DIY? Me contem nos comentários se gostaram, se está bem explicadnho e se vale a dica! Ainda dá tempo de fazer! Se você fizer, me envia que eu to ansiosa pra ver!  (óculos)

34 Comentários

Você também poderá gostar de: