capa-post-ttl

Há alguns meses eu fiz um post com dicas para aprender inglês em casa e contei um pouquinho mais dos métodos que eu costumo usar. Mesmo seguindo as minhas próprias dicas, depois de um tempo, eu passei a sentir falta de alguma coisa. No Estados Unidos eu tinha contato frequente com o inglês, claro, mas quando me mudei pra Tailândia a coisa complicou: aqui eles até falam, mas de uma forma bem mais simples e prática. Ou seja, tudo que eu havia aprendido na terra do tio Sam estava em risco, e em pouco tempo, eu provavelmente esqueceria. De tudo isso eu só tinha certeza sobre uma coisa: eu precisava praticar! E precisava praticar com alguém que entendesse do assunto, ou melhor, falasse um inglês correto. Engatei a pesquisar fóruns, grupos no facebook e site para jogar conversa fora com nativos americanos, e foi aí que eu conheci a The Talk List!

001

A ideia da The Talk list é ensinar de uma forma prática e divertida, acoplado ao preço baixo. Eu já comentei milhões de outras vezes em posts passados que eu sou aquele tipo de pessoa que detesta sentar e estar um livro por horas. Simplesmente não funciono! Me sinto sob pressão e acabo desistindo. Quando morei no EUA, tudo, absolutamente tudo que eu aprendi foi conversando com nativos e assistindo televisão, ou seja, prática ao invés de leitura e foi por isso que eu me senti tão bem quando fiz minha primeira aula online. Você seleciona o tutor que se encaixe melhor no seu perfil, no meu caso, eu selecionei uma pessoa que falava português para me sentir segura caso surgisse uma dúvida maluca que eu não soubesse explicar em inglês mesmo! É possível, também, escolher o tema que você quer falar (adivinha o que eu escolhi? viagem, dãaa!). Não é necessário seguir um cronograma da empresa e, caso você faça o tipo que só funciona estudando via livro, não se preocupe, tem lugar pra você também: Você pode solicitar ao tutor para te ajudar nas tarefas, responder os exercícios e tirar dúvidas!

002

Graças ao mundo tecnológico de hoje em dia nós podemos otimizar nosso tempo de acordo com as tarefas. Antigamente eu precisava viajar 30km até minha antiga faculdade, mas hoje já é possível fazer facul online. Com curso de inglês não poderia ser diferente! As vezes a gente nem tem tempo suficiente para se locomover, mas tem meia hora durante o almoço, não é? Um dos benefícios é exatamente essa facilidade. Outra coisa é a flexibilidade de aprender brincando e conversando sobre assuntos do seu interesse: o foco é aprender a língua da forma como ela é realmente falada e não daquele jeito metódico que os livros ensinam, e que provavelmente, você pode se comunicar de uma maneira mais fácil. Então pra que aprender do jeito mais difícil antes, não é mesmo? E por último, mas não menos importante, você escolhe o valor dos créditos que pode pagar a partir de 5 dólares.

003

A primeira aula é totalmente grátis e você vai ter a oportunidade de testar a plataforma antes de tomar uma decisão definitiva. Para começar é bem fácil, só preencher o cadastro, e assim que a sua dashboard (painel) abrir você pode escolher um tutor de acordo com a sua preferência. Há campos para preencher a língua nativa, língua secundária, disponibilidade de horário, preço, etc. Depois, é só agendar a aula no melhor horário para você e aguardar. Todos os seus passos dentro do site serão documentados via email, e você receberá uma notificação para começar sua aula. Assim que a janela abrir há um tempo de espera, cerca de 3 minutos, para que o tutor/estudante fiquem prontos, e também para verificar erros de conexão. Caso você tenha algum problema o próprio site devolve seus créditos (ou sua aula gratuita) para que você tente novamente, ou seja, você não perde nada, mesmo se a sua internet não colaborar!

A sua aula funciona basicamente como um skype. Uma janela de vídeo irá abrir e ao lado um pequeno chat. É possível enviar imagens durante a conversação, e dentro da mesma janela há uma opção de tradutor para que você e seu professor consultem, entre outras coisas. Cada aula tem duração de 25 minutos, e gente, passa voandoooo!!! Há um contador na sua janela de aula e você poderá saber quando vai acabar. Caso reste alguma dúvida, você pode consultar esse vídeo aqui onde ensina na prática como usar o site. Estarei disponível nos comentários também. É bem fácil, não se preocupe!

004

O pagamento é outra facilidade na The Talk: não há contrato! Ou seja, você pode fazer uma aula hoje e apenas por ela. Se amanhã ou depois você se apertar nas contas e não puder pagar mais, não há problema, você não precisa arcar com contratos ou multas. Para fazer as aulas você compra os créditos via cartão de crédito ou paypal e nenhum valor será cobrado a mais caso você precise parar  por um tempo. O lance é simples: pagamento a cada aula!

Ufa! Quanta coisa! Mas calma que esse é só o começo! Eu ainda estou fazendo as minhas aulas, que aliás, vão até abril, mas quando tudo acabar eu volto aqui em forma de vídeo pra contar um pouco mais sobre o meu progresso e tirar possíveis dúvidas, tá? Agora me contem vocês: vão fazer a aula grátis? Vocês estudam inglês? Quais são os seus métodos? Compartilha com a gente e vamos ajudar as outras leitoras interessadas no assunto!

Visite a The Talk List e faça sua aula grátis! 

ELFNT

 

30 Comentários

Você também poderá gostar de:

capa-

FOTO: WE HEART IT

Eu nunca fui de comprar pela internet, mas desde que eu criei o blog isso virou uma rotina diária. Toda semana eu estou enfiada numa loja online escolhendo itens novos, sejam eles roupas, sapatos ou acessórios. Antigamente eu não comprava por puro medo e preguiça mesmo. Eu sempre pensava que não ia servir direito e eu jogaria dinheiro fora, ou pior, a encomenda não chegaria nunca. Mas com o tempo eu fui perdendo esse preconceito e posso dizer que agora não fico mais sem. Mesmo depois de tantas compras eu ainda me surpreendo toda vez que abro esses sites baratinhos. Geralmente eu começo pela aba SALE, que são os itens em promoção e depois saio visitando departamento por departamento. Dá pra pegar bastante coisa por um preço extremamente baixo!

Como eu sou mão de vaca e sei que você também é, resolvi reunir as minhas lojas preferidas que entregam no Brasil. Já vou avisando que eu comprei e testei produto de todas elas, então são confiáveis e entregam direitinho. Então separa o cartão de crédito e vamos às compras!

choies

De todas as opções a Choies é de longe a minha preferida. Eu tenho o cropped branco que já apareceu aqui no blog e esse short disco que chegou essa semana. To completamente apaixonada por eles e logo vocês vão ver outros looks aqui no blog. Já o kimono é uma super tendência que eu ia adquirir, mas como a Tailândia é extremamente quente decidi deixar pra lá. Os outros itens eu encontrei quando tive a ideia de fazer esse post e já posso dizer: eu quero pra mim! A loja tem frete grátis pro mundo todo e a qualidade é incrível. Essa semana recebi uma outra blusinha de renda, um pouco quente, mas linda. O atendimento também é ótimo, nunca tive nenhum problema!

rosewe

Rosewe também é uma loja muito querida porque uma das minhas peças favoritas no meu closet é esse macacão jeans. Eu queria um há muito, muito tempo, mas nunca achava um modelo que eu realmente gostasse. Até que sem esperar nada, eu acabei encontrando nessa loja. Fiquei morrendo de medo de não servir, mas segui a tabela de centímetros e veio tudo certinho. O ponto negativo é que eu consegui estourar o fecho na segunda vez que usei, com esse meu jeito bruto, fechei correndo e quebrou. A parte boa é que comprei fechos novos e mais fortes por seilá, 3 dólares e consegui trocar sozinha. Agora não sai mais do meu corpo! O frete também é grátis para o mundo todo e enquanto eu fazia essa lista me apaixonei pela blusa branca com uma rosa na lateral. Linda né?!

RWHOLE

Eu tenho certeza que a paleta de corretivos mais desejada da história do blog veio dessa loja. A RoseWholesale foi muito prestativa desde o começo. A paleta de 88 cores de sombras veio danificada por conta do frete e eles enviaram novos produtos  a minha escolha. O delineador também é ótimo, super forte e com uma durabilidade genial! Já os sapatos e o blush vão ficar na minha listas de desejos por enquanto hahaha. A loja tem de tudo, até roupa e bolsas, mas o que realmente me encantou mesmo foi a parte de maquiagens e acessórios!

lovely

Assim como as outras lojas a Lovely Wholesale tem um leque enorme de opções em produtos. Até cabelo a loja vende! Eu comprei esse short, bolsa e sapato da loja. O Short veio sem os buraquinhos para fechar os botões, então eu tive que fazer tudo sozinha com a faca. Eu tenho habilidade com esse tipo de trabalho, mas quem não tem, se resolver cortar o jeans com faca pode se machucar. Achei um ponto negativo, não sei se isso acontece com todos os produtos ou só com o meu. O sapato já apareceu aqui no blog e é meu xodó. A bolsa também é a mais nova queridinha, espaçosa e a qualidade impecável!

OASAP

A OASAP tem frete grátis para o mundo todo acima de 50 dólares e também tem uma variedade imensa de produtos! Eu tenho um cropped étnico como o da foto e a blusa vermelha. Sou apaixonada pelos dois itens. A qualidade também é muito boa e os produtos vieram super bem embaladinhos. Eu acho alguns produtos um pouco mais caros em relação as outras lojas, mas na aba Sale dá pra garimpar muita coisa!

mart

A Mart of China tem de tudo, mas é de longe a minha queridinha para os pés. De todas as lojas apresentadas no post essa é a que tem os preços mais baixos quando o assunto é sapato! Você encontra produtos a partir de 10 dólares! Não é o máximo? Eu tenho um scarpin bege que comprei deles e já apareceu aqui no blog. A qualidade é ok, mas quero testar outros produtos pra ter certeza de que não abre, não descola nem nada! Toda vez que entro no site tenho vontade de sair comprando tudo!

Eaí pessoal, gostaram do post de hoje? Se quiserem mais posts assim com dicas e garimpos deixem as sugestões aqui nos comentários. Agora me responde: costuma fazer compras pela internet? O que você vai gosta de comprar? Espero que eu tenha ajudado vocês a economizar uma graninha.  (sorrisão verde)

 

36 Comentários

Você também poderá gostar de:

capae

Antes de eu sonhar em vir para o Estados Unidos eu já gostava de inglês, mas eu nunca levei a sério nos tempos que eu podia tentar aprender algo na escola. Depois, quando fui pra faculdade e entrei numa multinacional, me vi obrigada a aprender alguma coisa, já que hoje em dia é fundamental ter fluência em outra língua. Infelizmente as escolas e apostilas de inglês ainda são um pouco caras e nem todo mundo tem dinheiro para bancar cursinhos. Foi aí que resolvi começar a aprender sozinha.

Hoje em dia, eu aprendo mais na convivência com americanos do que estudando sozinha. Confesso que quando eu estava no Brasil achava que sabia bastante, mas quando cheguei aqui percebi que eu não sabia nada. Só o básico do básico e até uma criança de dois anos falava melhor que eu. As dicas que eu trago hoje são essenciais para quem tá começando agora. Eu tinha feito um vídeo no youtube explicando, mas acabei tirando do ar e vou refazer. Enquanto o vídeo não sai, fiquem com as dicas escritas. Espero que ajude vocês!

Em primeiro lugar tenha em mente que ninguém fica fluente da noite para o dia. Dizem até que o português é uma das línguas mais difíceis, pois temos muitas conjugações verbais, e no inglês acaba sendo tudo mais simples. Se cobre sim, mas também tenha consciência de que cada passo dado é uma vitória. Não tente estrapolar as coisas, pular lições e etapas. Procure aprender o máximo de frases possíveis e não apenas palavras isoladas. Outra coisa importante é tentar não usar o português como base, porque algumas frases, na hora da tradução, se feita ao pé da letra ficam extremamente erradas e sem sentido. Por mais chato e enjoativo que seja no começo, continue, porque tudo nessa vida (inclusive uma segunda língua) é preciso ter tempo, esforço e dedicação.

E por favor, jamais torne isso uma coisa difícil de ser feita. Responsabilidade é diferente de obrigação! Saiba administrar seu aprendizado e entenda que você não tem que estudar, você tem que praticar. Quanto mais você tornar isso divertido, menor vai ser o esforço.

1- Faça exercícios em livros!

1

Tente pegar livros na sua escola, empreste algum que a sua amiga não usa mais no cursinho ou se for preciso, imprima testes de inglês da internet. Tenha seu tempo, vá aos poucos se familiarizando com a língua e se esforce para fazer os trabalhos, assim como você faria se estivesse na escola. Você vai praticar, e seu cérebro vai começar a entender que tem uma outra língua chegando ai. A informação fica muito mais fácil de ser guardada quando você faz testes e resolve exercícios. Por mais bobo que seja, faça!

2- Leia sites de assuntos que te interessem:

2

Gosta de maquiagem? Entre em sites americanos sobre maquiagem. Até loja vale! E comece a se esforçar para entender o que eles dizem. Eu por exemplo adoro ler notícias, e sempre entro no The New York Times. Mesmo na época que eu não tinha noção nenhuma, as vezes, brincar com as palavras sem muitas pretenções nos ajudam! Se você gostar de jogos, procure sites que expliquem como funciona cada jogo lançado, e tente entender o que é dito ali! Jamais entre num site científico se você não gosta de ciência. Isso acaba nos desmotivando e dando preguiça. mas quando o assunto é do nosso interesse fica muito mais divertido. Lembre-se: esforço é diferente de obrigação!

3- Saiba usar o tradutor:

3

Não fique refém do google tradutor (nem do dicionário), nunca! Todo mundo sabe que o google tradutor tem erros e as vezes a tradução de uma frase fica errada, então não fique acostumada a usar ele. É um veneno e deixa a gente preguiçosa. Só use em último caso, para descobrir como falar aquela palavra esquisita ou para saber o significado de algo que leu por aí!

4- Assista filmes e séries com legenda e áudio em inglês

4

Essa é umas das dicas mais antigas e mais funcionais, pelo menos pra mim. Se você não sabe por onde começar, eu indico o seriado Friends. É uma linguagem super simples e eu acho bem fácil de entender. Lembre-se de deixar o áudio e a legenda em inglês sempre. No começo, eu achava um absurdo e pensava que não ia entender nada. Realmente parece difícil, mas com o tempo você pega o jeito, até porque, além da cena e das entonações das vozes dos personagens você acaba sacando uma coisa ou outra. Ajuda MUITO porque você vai praticar a audição e a leitura/escrita, e posso dizer que metade do meu inglês por aqui melhorou quando passei a assistir televisão com legenda em inglês!

5- Jogos e app em inglês são muito válidos!

5

Se você gosta de jogar, nada melhor do que usar contas ou aplicativos em inglês. Existem também milhares de aplicativos que ensinam e fazem testes e exercícios em qualquer outra língua. Tá de bobeira no intervalo da escola? Acabou a luz de casa e você não tem nada pra fazer? Arrume sempre um tempinho para jogar ou testar seus conhecimentos é sempre muito, muito válido. O que não pode é esquecer da existência do aplicativo, assim você nunca vai sair do nível básico.

6- Troque a configuração dos seus aparelhos e redes sociais!

6

Sabe o seu facebook? Tá esperando o que para trocar a linguagem dele para inglês? E o seu celular? Não custa nada mudar as configurações para ir se familiarizando com a lingua, né? Se der algum problema, tente traduzir, e se mesmo assim você se sentir desconfortável em aceitar ou negar algo que não entendeu, mude para português, resolva o problema e volte para inglês. São pequenos passos que fazem a diferença e nos forçam a pelo menos tentar entender o que está acontecendo. Não consigo me lembrar da última vez que tive meu facebook em português, e tem sido ótimo assim!

7- Abuse das músicas internacionais

7

Posso dizer que muuuiiitaaaa coisa básica eu aprendi ouvindo música, sabia? Nem que fosse só o refrão, mas eu sabia cantar alguma coisa! Separe uma lista de músicas internacionais que você goste de ouvir e busque a letra original dela. Vale acompanhar no youtube ou então imprimir e cantar em frente ao espelho. Assim você vai praticar a audição e a fala, e posso dizer que ajuda MUITO. Comece pelas mais lentinhas e aos poucos vá trocando so rítmos, não precisa se afobar. Mas cante, cante muito!

8- Entre em bate papo gringo!

8

Por muito tempo eu tive um preconceito enorme com Omegle e alguns outros sites gringos, porque querendo ou não, tem gente maluca e safada em todo lugar. Jamais converse por webcam em sites assim, porque a chance de você se deparar com bobagens e coisas ruins é enorme! Por isso, sempre busque conversar por texto, e com palavras chaves boas, como no exemplo eu coloquei assuntos que me interessam: viagem, escola, intercâmbio, ny, estados unidos, enfim.. Você tem milhares de opções para colocar lá e filtrar melhor as pessoas com quem conversa. Outra dica MUITO BOA que eu vi no canal da Julia Jolie é instalar a extensão para google Chrome chamada LINGUA.LY. Se você não sabe do que eu estou falando, assista esse vídeo aqui. A dica é realmente ótima e você vai conseguir aprender muito mais rápido, exatamente por não ter que ficar indo buscar tradução para as palavras que não conhece, pois o Lingua.ly te ajuda! No vídeo dá pra entender bem, confira!

9- Inscreva-se em canais que ensinem inglês!

9

Existem milhares de canais ótimos no youtube, mas eu não poderia deixar de indicar os três acima. Eu comecei conhecendo a Julia Jolie, depois parei num vídeo da Cintia e sem querer entrei no canal da Carina que escreve para o blog English Brazil. São realmente ÓTIMOS canais, e ensinam de uma forma muito mais prática e divertida. Garanto que vão gostar e aprender muito! É só clicar no canal que deseja conhecer: English Brazil, Julia Jolie ou Cintia Disse.

10- Anote sempre! 

10

Pode parecer bobagem te dizer para anotar tudo, mas sabe aquela ideia tão legal, mas tão legal que você tem e pensa: “Não vou nem anotar porque é tão genial que nem vou esquecer?” Então, já aconteceu comigo várias vezes. E eu aposto que durante seu aprendizado você vai esquecer uma palavra ou outra. Então, não custa anotar, só por via das dúvidas, aquela que você não usa tanto, mas que ainda sim é essencial saber. Anote sempre, tudo que puder, e de vez em quando volta lá, dá uma lida nos significado, nas coisas que você escreveu, e com o tempo você vai perceber seus erros nas primeiras frases anotadas e vai lembrar muito mais fácil dos significados daquilo que você marcou no caderninho. O cérebro memoriza muito mais fácil quando você anota, até porque nós somos muito visuais também!

Mas agora eu quero saber de você: vai colocar alguma dica em prática? Já faz alguma delas? Me conte nos comentários como está seu aprendizado em inglês, se você tem alguma dúvida ou sugestão de post aqui pro blog! Quero saber tudo em detalhes, assim uma ajuda a outra, tá?  (lingua)

**todas as fotos foram retiradas do we heart it**

87 Comentários

Você também poderá gostar de: