10552367_347096858778128_1030887360947811688_n

Apesar de eu já ter feito um texto sobre o medo de tomar grandes decisões ou trocar de país, ainda recebo milhares de emails com perguntas como “se eu me arrependi” ou “se sinto muita falta do Brasil”. Confesso que é bastante estranho ler por aí que eu sou um exemplo de coragem por ter largado tudo assim, da noite pro dia. Gente, eu não sou exemplo de nada! Aliás, como diria a mãe de vocês, eu sou o exemplo do mau exemplo hahahahaha.

Junto com as perguntas, também vem os pedidos de conselho: “o que você acha que eu devo fazer? Devo largar tudo também e mudar de vida?” E mais uma vez eu digo: não sou a melhor pessoa pra te responder isso, porque querendo ou não, essa é uma decisão só sua. Lá na frente, quem vai enfrentar perrengue, é você meu amor.

Caso você esteja nesse dilema, o que eu quero que você entenda é que a minha situação na época que eu decidi sair do Brasil talvez seja muito diferente da sua. O que eu posso dizer e que talvez vá te ajudar é: ponha na balança. Se necessário, faça uma listinha com prós e contras. De coração, funciona! Claro que você precisa se planejar e tomar muito cuidado com o que vai vir pela frente, mas acima de tudo, para tomar essa decisão é preciso avaliar se você está feliz no trabalho, se gosta do que estuda e a carreira que segue, se tem uma boa relação com a família, se é apegada ou se adapta fácil, se depende das amigas até para ir no banheiro da balada ou se vai a um show sozinha, por exemplo. A sua personalidade e a sua base de vida (principalmente familiar!) contam muito nisso. Eu, por exemplo, apesar de extremamente carente, sempre fui desapegada. A minha família, apesar dos esforços, nunca foi um exemplo de união, então pode ter certeza que metade dos meus problemas e choros de madrugada quando eu tinha que lidar com alguma situação ruim teriam sido muito menos difíceis se eu tivesse um apoio familiar, digamos. Só uma irmã poderia me ouvir, mas o que eu quero dizer é que quando você tem pai e mãe e sabe que independente da sua decisão, eles estarão com você, é de longe, um sentimento melhor.

Posso afirmar com certeza que eu fui uma criança e uma adolescente até tranquila, mas como diz um amigo da família, eu fugi do controle da minha mãe muito rápido, principalmente no último ano. Depois, veio 2014 com milhares de tarefas e provas para cumprir, mas nada disso vinha com um manual de instruções pra deixar a caminhada mais fácil. Vocês só sabem a parte bonita da coisa e claro que eu tive muitos (e bota muitos nisso!) momentos bons. Guardo lembranças que me abrem um sorriso no rosto sempre que varro a mente em busca delas, e com certeza, vou levar pro resto da vida, mas o outro lado da moeda ninguém conta. Ou melhor, até conta, mas você só vai entender quando viver aquilo.

Eu nunca tive um plano de vida para sair de casa. Pra ser sincera, eu nunca tinha cogitado essa ideia e nem conseguia nem me ver morando num lugar que não fosse aquela casa, até tudo acontecer. Independente de qual seja a sua situação, indo morar sozinha, indo morar com o namorado, mudando de estado pra faculdade, ou de país para experiência de vida, tenha em mente que não será fácil. Haverá altos e baixos, haverá dias que você vai entrar no banho e ficar lá por horas só pra chorar, talvez se arrependa de algumas escolhas e pode ter certeza, que vai chegar a hora que o seu único desejo será uma passagem de volta pro seu antigo lar. Claro que vai ter dias que você vai estar tão feliz, mas tão feliz que vai ter certeza que essa foi a decisão mais certeira da sua vida, e mesmo nos dias tristes, lembre-se que ainda sim, foi uma decisão certa, porque de uma forma ou de outra, isso está te tornando mais forte. Costumo dizer que ninguém se alimenta só olhando o cardápio, assim como ninguém consegue experiência apenas lendo livro.  É preciso, acima de tudo, viver!

Por isso, aqui vai a minha dica: se você puder sair, saia. Se você puder se mudar, se mude! Agora, pra ontem, o quanto antes! Vá sim, mas por você, e mais ninguém. Quando a gente pensa demais, o medo cresce e a chance de desistir aparece junto. Se você é independente, sozinha, e dona do seu nariz, qual o problema em mudar o caminho que a sociedade impôs? Pode não ser a hora certa, pode ser que você quebre a cara e desista no primeiro problema, mas isso você só vai descobrir tentando, e tenha certeza que independente do que vai acontecer, você vai sempre tirar uma lição disso. Seja uma viagem de dois dias ou de dois anos, a bagagem que você vai ter na volta não caberia dentro desse post e isso será única e exclusivamente seu.

Caso vocês sintam necessidade, posso fazer um post contando tudo que eu aprendi depois que sai de casa/Brasil. Mas agora me conta: você mora sozinha ou longe dos pais? Qual foi a decisão mais difícil que você tomou? 

41 Comentários

Você também poderá gostar de:

:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
 

  1. Andressa
    nov 04, 2014

    Lari, pode ter certeza que isso só agrega, amadurece a gente né.
    Família com problemas vc pode tomar por dois lados.
    Ou vc ve váaaaaarias coisas desagradáveis e acha tudo normal e repete na sua vida (existe muita gente assim), ou faça como eu, absorve tuudoo e coloca lá no caderninho do coração, no capitulo que diz: O que não vou fazer jamais na minha vida.
    Família pode ser exemplo a ser seguido ou a não ser seguido. Das duas maneiras se aprende algo.
    Lindo seu texto, gosto como vc coloca as coisas, parece tudo tão leve!!
    Bjos bjos

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Andressa, Oi Andressa! Exatamente, graças a deus há males que vem para o bem e só nos agrega valor! Disso eu não tenho duvidas. E que engraçado, eu tenho esse mesmo caderninho no coração hahaha costumo dizer que as vezes a gente conhece certas pessoas pra aprender a NÃO SER como elas, e naão é mentira ne? beijo

    [Responder]

  2. Lana Silva
    nov 04, 2014

    Desde que eu era criança meu sonho sempre foi ser uma mulher independente tanto da família quando financeiramente, hoje ainda penso assim e meu sonho e morar em outra cidade bem longe dos meus parentes, um dos principais motivos de eu querer morar em outra cidade e minha família pois eles se metem muito na vida de todo mundo e isso e um fato que me incomoda bastante, meu noivo sempre me diz que eu não tenho que ir embora da minha cidade simplesmente só por causa dos parentes, mas sim por mim, porque eu desejo, e depois que li esse texto percebi que isso tem que parti de mim, pelo meu desejo, pelos meus sonhos, e não por me senti incomodada.
    Adorei o texto, eu tava precisando de ouvir palavras de conforto e reflexão.

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Lana Silva, Oi Lana! Que bom que o texto te ajudou, e realmente, vc precisa mudar por você. Se você gosta da sua cidade e quer sair SÓ POR CAUSA dos seus parentes, la na frente vc pode se arrepender. Vc tem que pensar direito, ver se é isso que vc quer, por na balança o que vc vai perder e etc. Mas sempre se colocar em primeiro lugar. Beijo!

    [Responder]

  3. Susany Oliveira
    nov 04, 2014

    Seus textos me ajudam bastante Larissa, depois faz esse texto que você indicou. Eu ainda vivo com meus pais, mas pretendo fazer faculdade em Outra cidade e vou ter que morar lá, as vezes sinto um frio na barriga pensando nisso, mas estou correndo atras dos meus sonhos, sei que não vai ser fácil sair das asas deles rsrs, mas isso vai me deixar mais forte e independe. bjs

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Susany Oliveira, Oi Su! Jura? Poxa, eu adoro saber que meu texto ajuda um pouquinho pelo menos alguem! E com certeza vc vai ser mais forte e independente, o que importa é nao deixar os seus medos serem maiores que os seus sonhos. Boa sorte, beijao!

    [Responder]

  4. Ana Carolina
    nov 04, 2014

    Esse texto ficou bem legal ! Minha familia tem tantos problemas que tenho motivos pra largar tudo e ir embora,tenho um pai que joga na minha cara o tempo o quanto ele tá de saco cheio de pagar as coisas pra mim ( até paro e penso : Pra que me botou no mundo se é pra manter esse pensamentos? ) Tudo bem, hoje em dia eu tenho meu dinheiro,não devo a ninguem,mas ainda sim escuto essa mesma historia todos os dias. Não escondo minha vontade de ninguém de ir mora fora do Brasil,já tinha trabalho essa historia com o meu ex namorado,e agora que ele virou ex, continuo mantendo minha vontade,mas acho que isso não seja uma fuga dos problemas, pq os problemas vão continuar ali você indo embora ou não. Acredito que isso de anotar os prós e contras isso ajuda bastante, eu anda quero muito morar sozinha,mas nesse momento não tenho grana pra me manter sozinha, então,vou aturando certas coisas,quando a situação tá dificil respiro,me tranco no quarto até poder ter situação pra ter um canto so meu. Porém pra tomar uma decisão desse,é preciso ter muita maturidade e responsabilidade,não é s;o sair pq simplesmente tá de saco cheio,pq a vida não é fácil e nunca vai ser!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Ana Carolina, Oi Ana! Exatamente isso. A vida nao é facil e nem nunca vai ser. Eu costumo dizer que a vida é dificil ate para aqueles que vivem de sonhos. Não se iluda achando que vai melhorar tudo saindo do pais porque seus problemas vao continuar la, a diferença é que depois vc terá outros problemas, mas tudo isso te faz crescer. Beijo!

    [Responder]

  5. Louise Belard
    nov 04, 2014

    Lari sempre me surpreendo com cada texto que leio aqui. Acredito que realmente seja importante a pessoa tomar uma decisão que deseja para que mesmo errando, aprenda com o próprio erro.
    O importante é tentar alcançar a felicidade e a liberdade, desde que tenha ciência de que tudo pode acontecer!!!!!
    Eu apoio a dica do post: ” Tudo o que já aprendeu até agora fora do Brasil”.
    Beijos Lariiiiii (sorrisão verde)

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Louise Belard, Oi Lo! haha que bom que vc gosta dos meus textos! 😀 😀 😀 Quando se tem a clara ideia de que tudo pode acontecer, acredite, ja é um grande passo. E vou providenciar esse post, pode deixar,ainda esse mes. Beijo!

    [Responder]

  6. nov 04, 2014

    Eu nunca pensei em mudar de país tipo você… mas já me aconteceram várias coisas que me fizeram ter muita vontade de sair de casa, sabe? Ir morar sozinha e ser dona do meu próprio nariz. Mas coloquei na balança e vi que não era a hora, que eu não ia me dar bem se fizesse. Tudo na vida deve ser muuuuito bem pensado. Toda escolha tem uma consequencia. Cabe a pessoa ter sabedoria em fazer a escolha certa de acordo com as circunstâncias e a necessidade dela.

    =)

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Ana Arantes, Oi Ana! “cabe a pessoa ter sabedoria em fazer a escolha certo de acorod com as circunstancias e a necessidade dela”. Tai uma verdade. Antes de eu sair do Brasil eu ja tinha pensado vagamente quando iria sair de casa, mas nunca foi uma vontade louca.. claro que a gente sente vontade de ter nosso canto, mas nunca foi um problemãooooo pra mim, eu tava seila, acomodada.. mas de uma hora pra outra eu vi necessidade em arriscar hehe beijo

    [Responder]

  7. nov 04, 2014

    Sei de tudo o que se passa por trás dessa sua aventura e, confesso que ao ver as pessoas falarem que você é isso ou aquilo, que você faz isso porque tem dinheiro, ou pior, pra chamar atenção… Nossa… Essa sua decisão de largar tudo mudou sua vida, claro, com pontos bons, mas também ruins. Muito bacana você falar isso para suas leitoras! Beijos, Lari <3

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Karlybeth Marques, puff, quem me dera ter esse dinheiro que a galera acha que eu tenho hahahahahahah se soubessem metade da história ia passam a me dar grana pra ajudar hahahahaahh beijo

    [Responder]

  8. suelen teixeira
    nov 04, 2014

    Quando eu sai da casa dos meus pais pra morar em Salvador com meu namorado, no começo foi tudo muito bom! Ate q começou a aparecer as diferenças… As brigas… quantas vezes eu nao quis voltar pro colo dos meus pais… ir embora e nunca mais voltar, e ele idem. Hoje a gente esta se dando melhor. conversando muito, resolvendo os problemas… Hoje por mais q seja dificil a convivencia com outra pessoa a gente nao se ve longe um do outro… Por isso entendo vc e as coisas q vc deve passar com dias ruins… Força! Pensa em tudo q vc passou aqui no Brasil e como vc mesma diz coloque na balança!!!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @suelen teixeira, Oi Su! Viver com outra pessoa não é facil, principalmente quando é alguém fora da família, que foi criado com outros conceitos, de outro jeito e tal.. mas quem quer dá um jeito até nas diferenças, não é? 😀

    [Responder]

  9. nov 04, 2014

    hahaha tive situações muito muito parecidas com a sua. Me identifico demais com você e sei bem como é passar por tudo isso. Amei seu texto. Esse tipo de decisão é algo muito unico, muito individual. Amei amei

    http://www.fashionworldbykaren.com
    Instagram: http://www.instagram.com/fashionworldbykaren
    Facebook: http://www.facebook.com/fandbworld
    Youtube: http://www.youtube.com/fashionworldbykaren

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Karen Bartolomeu, Oi Karen! muito obrigada pelo carinho, fico feliz que tenha gostado do texto 😀 😀 😀 <3

    [Responder]

  10. Raíssa
    nov 05, 2014

    sempre fui do tipo desapegada, esse ano fiz 18 anos e decidi sair do RJ e vir pros EUA. Tem horas que bate uma cogitaçao de como seria se eu voltasse pra minha vida no rio, mas tem momentos que também nao me vejo saindo daqui. Como eu disse, sempre fui desgarrada, mas acredite, terão horas (e muitas) que voce vai desejar so badly algum amigo pra voce conversar, desabafar, mas isso passa. Ainda sim, com muitos altos e baixos, sei que foi a melhor decisão da minha vida, entao acho qur vale a pela deixar tudo pra trás e começar em um outro lugar e vivendo por si mesma. Garanto que as dificuldades e a saudade te farão um ser humano incrível e serão experiencias que NINGUÉM poderá tirar de voce. Apesar de tudo que passo aqui, nao penso em voltar a morar no brasil. Me encontrei aqui, entao meu conselho é que voces arrisquem pra se encontrarem e se conhecerem também! 🙂

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Raíssa, Oi Raissa! É bem assim mesmo.. quando eu sai eu tinha consciencia de que teria momentos em que a saudade ia gritar mais alto, mas esse tipo de coisa nos torna forte. Hoje eu tenho medo de voltar pro brasil e não me adaptar mais, sabia? Eu mudei tanto depois que sai, que parece que as pessoas que eu conheci ficaram pra trás, sem muitos sonhos, sem muitos projetos, acomodadas com o que tinham.. ai tenho medo de me sentir deslocada, seila.. estranho ne? Mas faz parte haha beijo

    [Responder]

  11. Rejane Carvalho
    nov 05, 2014

    Oi Lariii… Amo seus textos!
    E esse mais do que nunca me fez refletir bastante…
    Pra mim você é um exemplo não porque largou tudo no Brasil e foi pros EUA, mas sim porque pelo que eu percebi, você largou uma antiga Larissa pra se jogar de cabeça no encontro de uma nova Larissa, e é exatamente isso que me inspira a cada dia me superar e fazer as coisas que me deixam feliz…
    Desde pequena eu vi minha mãe trabalhando pratimente 24hrs por dia e aquilo me inspirou a querer ser idependente também, mas há um ponto nessa frase que eu não quero repetir: ‘praticamente 24hrs por dia’… Porque eu acabei crescendo sem a presença dela e me apeguei muito a uma tia que é como se fosse minha propria mãe e isso ja deixou minha mãe com ciume…
    Meu pai sempre viajou muito e de certa forma não me viu crescer!
    E hj, estou praticamente na casa dos 19, morando de certa forma obrigado na casa dele porque quando eu tinha 12 anos eles se separaram, mas isso de certa forma nunca me afeteou muito pelo fato de que meu pai ficava pouco em casa, então não fazia tanta diferença!
    Então fiquei morando com a minha mãe, até que no começo desse ano, o atual marido dela me assediou. Eu contei tudo pra ela e mesmo ela sabendo que o que ele fez é muuuuito errado, ela disse que o amava demais pra deixá-lo (Burra, idiota)!
    Mas quem era eu pra obrigá-la a alguma coisa…
    Então vim morar com o meu pai e a sua atual mulher, e hj tenho uma irmazinha liiinda que tem 7 meses e é uma das melhores coisas que aconteceram naquela casa!
    O problema é que como eu já disse, meu pai não me conhece de verdade e por conta disso não consegue me aceitar… vive reclamando do meu jeito e das coisas que eu gosto e isso me faz muito mal!!!
    Mas pelo menos no meio desse furacão doido, eu tenho uma pessoa que é muuuuito impotante pra mim, conheci ele no final de 2011 e de lá pra ca, fui morar em pernambuco, voltei e o principal: eu mudei em bastante coisa…Mas uma coisa que nunca mudou é que a gente sempre foi muito amigo e depois que eu voltei de pernambuco, nossa amizade só aumentou e depois de outras desilusões, a gente percebeu que quando tava falando pro outro: Ah, to cansada (o) dessaes (as) fulanos (as), são tudo um bando de criança, o que eu queria era uma pessoa que fosse pelo menos assim, assim e assado!
    Sem perceber que a gente tava descrevendo o outro… Hahaha
    Então no final do ano passado a gente exergou o que tava bem embaixo do nosso nariz: que a gente era louco um pelo outro!
    E agora a gente ta quase completando 1 ano juntos e nesse turbilhão todo ele foi minha base, meu porto seguro e eu não escondo de ninguem o quanto eu o amo!
    O problema é que meu pai quer que eu case logo, pra sair de casa (ele não diz diretamte, mas dá pra perceber que é isso!)…
    E a gente quer ter uma vida juntos sim, só que agora isso é muito dificil, pois o emprego dele é instável e o meu nesse mês eu estou a procura de outro, pois minha patroa não vai poder pagar a todo mundo que trabalha aqui!
    E quando a gente coloca as contas no papel (aluguel, luz, agua e móveis, que a gente não tem nenhum) percebe que financeiramente não dá agora e por isso a gente combinou de esperar pelo menos ele terminar a faculdade dele ( que falta 2 anos) e enquanto isso a gente junta dinheiro no banco pra compar as coisas, e é exatamente isso que a gente vem fazendo,…
    Problema: a pressão do meu pai ta looouca e eu não vou casar sem ter nada e pra morrer de fome só porque ele quer, então a minha vontade de morar só é enorme… mas novamente volta a parte financeira…
    Nessa loucura, vou tentando viver um dia após o outro!
    Tenho meu emprego e pago todas as minhas contas de roupas, minha moto, até o sabonete é tudo eu, só não pago feira, agua e luz (até pq se meu pai fosse me cobrar isso neh?!)… Mesmo pq eu não almoço e nem janto em casa!
    Mas como eu digo, pelo menos eu tenho algumas amigas que são como irmãs e que me ajudam muuuito, tem minha tia/mãe que também é outro porto seguro…
    E é claro: tem ele que me faz um bem danado!
    Nem sei porque to contando tudo isso (muitos menos se vai ler, hahaha)… Axo que pelo fato de vcc inspirar as pessoas!
    Pra resumir: quero sim que tu faça um post contando tudo que aprendeu depois que sai de casa/Brasil.
    E queria agradecer por inspirar a mim e a tantas outras pessoas …
    Bjo Lariiii

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Rejane Carvalho, Oi Re! vamos la: caramba, devo concordar que a sua mãe vacilou em dizer algo assim.. como é possivel alguem continuar com uma pessoa que mostra ser um perigo pra filha? Eu não consigo aceitar que voce tenha que sair pra esse cara ficar, sabe? Posso sentir daqui como vc se sentiu. Embora seu pai “nao te aceite” porque nao te conhece, eu acho que as coisas passam a melhorar quando vc nao da ouvidos. Claro que incomoda, mas enquanto vc mora com ele, finge que escuta e não briga sabe.. porque dependendo da pessoa, ela não vai mudar porque viu que vc ficou triste, por exemplo minha mae, que viveu 50 e poucos anos com aquele genio, nao é agora que vai ser uma pessoa diferente sabe? entao as vezes a melhor opção é concordar e deixar que o outro acredite que está certo.. claro que isso é a ultima saida, depois de tentar CONVERSAR varias vezes.. quando vc ver q nao deu mais certo, desiste, deixa pra lá, porque é mt mais facil pra gente dar o braço a torcer do que as pessoas mais velhas.. Agora, sobre ele querer que vc case logo, quanto mais você der ouvidos mais vai ser insuportavel.. tente achar graça nisso tudo, faz piada quando ele der alguma indireta, porque por mais que vc ame seu namorado e ele voce, sair os dois pra morar junto, sem uma ideia financeira de como se manter é MUITO complicado.. é capaz de estragar a relação de vcs por conta dos problemas.. então pra que dar um passo maior que a perna ne? Quando vcs tem pelo menos uma ideia de como se sustentar, ou uma garantir que no fim do mes ainda vai ter o que comer, é uma coisa, mas sair sem saber o dia de amanhã é bem complicado, ainda mais porque não é só vc por vc mesma, é vc por ele e ele por voce.. pense muito, com carinho, e respire fundo quando se estressar com seu pai.. eles são dificeis mesmo hehe beijo e obrigada pela confiança em me contar tudo isso! 😀

    [Responder]

    Gravatar

    Rejane Carvalho Respondeu:

    @Larissa Bés, Nossa Lariiii…. Brigado amore pela resposta… Me ajudou muito e pode crer que eu vou segui teu conselho de não dar ouvidos e se for o caso dar o braço a torcer … Quanto a casamento penso da mesma maneira… Alguns dias depois de tudo isso que eu te falei as coisas melhoraram: eu dei uma conversada com ele e parece que finalmete ele entendeu esse ponto e consegui um novo emprego bem melhor… Não é atoa que dizem: sempre depois da chuva vem o arco iris (piscada)
    Mas serio… Muito Obrigada mesmo pela resposta, parece que tava aqui do meu lado! Bjaaaaaaaaaaaaaaaao (mega feliz)

    [Responder]

  12. nov 05, 2014

    Lari, porque você não escreveu esse post a 3 anos atras? rs’
    Esse texto que tu escreveu e totalmente verdade, a gente não pode seguir o exemplo de alguém só porque para aquela pessoa deu certo e nisso a gente fica pensando “Se pra ela deu, porque não para mim?”, mas esse pensamento e totalmente errado afinal, tanto pode dar certo, como pode não dar.
    Essa dos pros e contras e uma ótima ideia afinal, assim você pode pelo ao menos pensar no que pode ou não dar certo.
    Eu pessoalmente acho que tenho alma cigana. Passei toda a minha infância de um cidade a outra, sempre me mudando e raramente passava mais de 2 anos em um mesmo lugar. Por esse motivo e por ter vivido longe da minha mãe eu “era” muito apegada a amizades, e não conseguia nem ir ao banheiro sem uma amiga, por assim dizer.
    O tempo passou, eu cresci e depois de passar por muitas coisas fiz minha primeira grande mudança, sai da casa do meu pai e fui morar com a minha mãe. Eu precisava daquilo, precisava mudar de ares e viver novas aventuras. Não deixei meu pai apenas por isso, mas sim porque nos dois entendemos que não dava mais certo eu ele juntos.
    Depois que vim morar com minha mãe, recebi uma oferta de ir morar com a minha irma na Itália, e eu decidi embarcar nessa nova aventura. Acho que a juventude e a falta de juizo me fizeram querer voltar, e hoje me arrependo. Me arrependo de ter sido tao imatura e ter feito as coisas de cabeça quente, me arrependo de ter perdido uma das melhores oportunidades da minha vida, e me arrependo sobretudo de ter ouvido apenas o meu coraçao e nao o meu celebro.
    O que eu aprendi disso tudo? Em qualquer lugar que voce estiver, seja longe ou perto de sua familia, amigos, amor, ou sozinha em um lugar distante, voce ira passar dificuldades, ira sofrer, talvez nao por saudades, mas sim por falta de oportunidades, por humilhaçoes, e tudo mais que vejo aqui nos outros comentarios. Mas devemos ter a coragem, nao apenas para assumir nossas atitudes, mas para repitilas se tiver valido a pena ou recomeçar se caso contrario.
    Sempre digo a voce que admiro sua historia, mas sei que nem todas sao como as suas, e nao talvez com outras pessoas nao aconteça o mesmo que com voce, mas se te 1% de chance de dar certo porque nao TENTAR.
    Te desejo toda sorte desse mundo Lari e espero um dia ter a chance de te conhecer e te dizer ” Valeu a pena sim, ter tentado”.
    Ah e me desculpa pelo texto enorme ta, mas sou muito falastrona, fazer o que né? (sorrisão verde)

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Daniele, Oi Dani! Adorei seu comentário, olha, não se culpe. Realmente, você pode ter perdido uma grande oportunidade, mas você aprendeu com o erro, ne? Se amanhã ou depois ela bater de novo na sua porta você ja vai saber o que fazer e o que não fazer.. talvez, se você for atrás, até consegue resgatar a chance de morar na italia de novo! Quando a gente é jovem tende a achar que mudando de cidade, estado ou país, vamos nos livrar dos problemas, mas a gente esquece que onde quer que a gente vá, SEMPRE teremos problemas.. diferentes ou não, mas sempre teremos, a única coisa que muda é o endereço heheh beijo!

    [Responder]

  13. Amanda Bueno
    nov 05, 2014

    Aaaaah esse texto >< encheu ainda mais minha cabeça de dúvidas e curiosidades sobre sua vida Larissa SUAHAUHSUSA'
    Desejo tudo de bom pra você, e sei que o trecho: "haverá dias que você vai entrar no banho e ficar lá por horas só pra chorar" acontece na sua vida, e peço, não choooora não linda! Enfim. Se cuida guria <3

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Amanda Bueno, hahaha pode me enviar suas dúvidas lá pela página do blog que eu gravo um video respondendo tudinho 😀 😀 obrigada pelo carinho lindona, beijo grande <3

    [Responder]

  14. nov 05, 2014

    Lari, esse texto me fez refletir um pouco. Estou preste a embarcar para Marianna, Florida, para um estágio na Universidade da Florida. Porém, quanto mais perto o dia da viagem chega (apesar de não ter comprado a passagem ainda), sinto medo e vontade de desistir de tudo. Porque praticamente meu futuro é incerto quando eu voltar/caso eu volte, ou se eu ficar lá. Isso me dá medo!!! Já chorei horrores! kkk Você é corajosa e admiro isso em você. Me passa um pouco dessa coragem para que eu jogue tudo pros ares e vá com fé para os EUA sem arrependimentos? kkk Falta menos de dois meses e até insonia estou tendo… :(( beijos!!!! E aproveita essa sua nova vida!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Camilla Gomes, Oi Camila! Como assim ainda não comprou a passagemmm?? haha mulher, se vc tem a oportunidade de estagiar numa faculdade da flórida, já devia estar lá. Nunca deixe que o medo seja maior do que os seus sonhos. A vida é incerta de qualquer maneira, vc ficando aqui ou lá, então escolha a melhor opção. A bagagem e o curriculo que vc vai trazer nem se compara, vai passar na frente de muita gente! Vá mulher, vá correndo 😀

    [Responder]

  15. Kassia
    nov 06, 2014

    É aquela história você só sabe se dá certo se tentar.A parte que você falou da família estar ao seu lado independente de qualquer coisa é sim muito bom.Mas é melhor se arrepender porque tentou do que se arrepender por nunca ter tentado.Pelo menos é o que minha mãe sempre me diz.Beijos Lari

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Kassia, OI Kassia! Exatamente.. eu me questionava se daria certo, mas hoje eu só sei porque fui atrás.. nao consigo nem me imaginar questionando isso até hoje no meu antigo quarto.. achoque seria uma duvida terrivel! beijo

    [Responder]

  16. nov 06, 2014

    Amo seus textos! E você tem toda razão! Apenas vivendo podemos saber o que realmente era o melhor pra nós. Falo isso por experiência própria. Passei em uma universidade federal no Rio Grande do Sul sendo que sou de São Paulo. Não sabia se deveria arriscar indo pra lá, ficando longe da minha família e meu namorado, mas o único jeito de saber se daria certo, era ir! E eu fui, fiquei lá por pouco mais de um semestre e resolvi voltar porque o curso não tinha nada a ver comigo. Agora faço um curso totalmente diferente e amo. Poderia falar “atrasei minha vida por dois anos”, mas na verdade ganhei muita experiência.
    Acho que a lição que fica é que as coisas “não dão errado” e sim que tudo são experiências e você tem que vive-las para saber qual o melhor caminho pra você 🙂

    Beijos!
    http://www.sonhosdemelbi.com

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Gabi, OI Gabi! Eu detestava a minha facul de administração, e fiz por dois anos até largar.. poderia até dizer que foi perda de tempo e tal, mas eu não consigo porque recebi muitas coisas boas por causa dela.. um emprego ótimo, numa multinacional, conheci pessoas maravilhosas e melhorei muito no periodo que estive lá.. a faculdade em si não me prestou pra nada, mas me abriu portas para outras coisas. Nada é tempo perdido, vc sempre tira uma lição e algo bom. Fico feliz que vc tenha pelo menos arriscado, as vezes a gente precisa passar pelo “ruim” pra saber o que é “bom” e valorizar isso.

    [Responder]

  17. nov 06, 2014

    You rock larissa! Me senti encorajada depois de ler… God bless you por onde você for!
    bjs

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Maria Eduarda, hahaha obrigada Maria Eduarda! Que Deus te abençõe também. Beijao <3

    [Responder]

  18. jul 04, 2015

    Oi lari! antes de comentar, como se cola esses emoticons fofinhos nos comentários? tipo: no ultimopost q comentei, eu eu tinha visto outras pessoas
    comentando e elas colavam um desses seus emoticons no meio das msgs, eu colei tentei colar la no meu comment, mais não colei direito, nao apareceu a
    foto*_* muito legal o post, pq eu to vivendo uma coisa dificil agora. eu tenho 25 anos agora, apesar disso eu e meus pais tivemos uma briga feia qnd
    falei q ia morar sozinha// mais apesar disso, ta eu ja tinha visto a fran do ms falando, eles encaram isso com dificuldade ok.. eu nao sou muito

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Ohara, a resposta está na continuação abaixo 😀

    [Responder]

  19. jul 04, 2015

    perceverante, mais pelo meu sonho de morar sozinha e de viajar, ae eu vou tentando, pq né, a gente so xconsegue superar os medos tentando, nê? *
    bjos!
    ps: Emoticons q eu falava era esses de k, de seta, piscada, idéia, gargalhada, interrogação, esclamação etc.

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Ohara, Oi Ohara! Você tem que persistir mesmo, seus pais gostando ou não da ideia eles tem que entender que não se cria filho pra gente, e sim pro mundo. Amanha ou depois eles podem não estar aqui e voce precisa saber se virar sozinha. E os emoticons, enquanto vc digita o comentário vai aparecer alguns emoticons em cima da caixa de comentários, é só clicar em cima do que vc quiser que o código aparece automático na caixinha. Beijo 😀

    [Responder]

  20. jul 30, 2015

    Eu lembro quando você me adicionou no face para perguntar sobre o visto americano e estvaa super nervosa por estar indo pela primeira vez! Hoje estou quase na mesma situação que você estava namorando a distância sem saber direito o que fazer… Adimiro sua coragem, apesar de amar viajar não sei se estou pronta para mudar minha vida por alguém…

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Yasmin, Oi Yasmin! Tem que pensar com calma quando envolve ou alguém, mas se te consola, sempre se ponha em primeiro lugar. É uma mudança enorme quando é só por vc, imagina envolvendo outra pessoa? Boa sorte, beijão

    [Responder]