Quando você estiver lendo esse post provavelmente eu vou estar entre as nuvens. Eu juro que pensei por dias em como começaria esse texto. Se você não gosta de draminha, pode parar aqui e pular pro vídeo, prometo que vai ser bonitinho. Mas se você é persistente, pode continuar.

Os dias que passei dentro daquela casa foram incríveis. Nos últimos seis meses fiz coisas que nunca imaginei que teria a oportunidade de fazer em toda a minha vida. Rolei na neve, fiz marshmallow na fogueira, participei de uma caça aos ovos de dinheiro na páscoa e até natal de filme com direito a papai noel, trenó e neve eu tive! Parecia comercial da coca cola, juro! (sorrisão verde)  Cheguei aqui com um inglês pra lá de índio, uma porção de roupas na mala, um coraçãozinho aflito cheio de amor pra dar e principalmente com uma tonelada de carência. Os dias foram passando e mesmo com todas as dificuldades entre estar longe de casa, não dominar a língua e viver entre uma família que não era minha, eu acabei superando. Ainda lembro daquela menina que entrou no avião em dezembro e não consigo acreditar que ela e eu somos (ou fomos) a mesma pessoa. O mais incrível de tudo isso é que o tempo todo eu sabia que não seria fácil, mas eu tinha plena certeza de que valeria a pena.

Só Deus sabe quantas noites chorei me questionando se eu tinha feito a escolha certa. Se era realmente necessário me doar e doar toda a minha vida por alguém. Se eu não tinha cometido um erro ao passar a morar com pessoas que até ontem não conhecia. Ou se, por ventura, tudo isso fosse em vão. Cansei de ler mensagens e perguntas de pessoas que diziam que eu vivia uma vida fake e que logo tudo isso acabaria. Que mais cedo ou mais tarde o meu relacionamento chegaria ao fim e eu ia ter que voltar pra casa. Eu concordo. Tudo isso poderia (e pode!) acontecer. Mas hoje, enquanto olho New York lá embaixo e me despeço com um beijo na janela pude me dar conta de que tudo, tudinho, valeu o esforço e melhor: aconteceu! Foi real! Eu tive uma família unida!

Todo mundo estranha quando digo isso e diariamente me perguntam sobre meus parentes de sangue. Eu não gosto de falar sobre esse assunto, não por agora, enquanto ainda tem uma ferida enorme aberta aqui dentro, mas o que posso dizer é que a vida tira de um lado, mas nos presenteia do outro. Pelos próximos meses seremos eu, meu namorado e um lugar paradisíaco. Apesar de feliz, preciso dizer que não vejo a hora de voltar pra casa e dar um abraço nessa mãe e nesse pai que me adotaram com tanto amor e carinho! Entre todas as lições que aprendi, a mais bonita foi o amor.O que eu recebi por aqui não é mensurável! Não tô dizendo que são todos perfeitos, todo mundo tem dias ruins e toda família tem problema, mas Deus do céu, se vocês soubessem como o amor e a união transformam vidas, jamais se permitiram ser tão egoístas e independentes!

O que eu quero dizer com tudo isso é que, independente do que aconteça amanhã, depois ou em alguns meses, hoje eu saio dessa casa com um sorriso enorme no rosto e com o coração apertado, porém, feliz. Pois sei que sempre será a minha casa, que em poucos meses eu vou voltar e principalmente  porque sei o quanto cada pessoa aqui dentro fez parte da minha história e da construção do meu ser. A saudade vai ser gigantesca, eu sei, mas as vezes a gente não tem escolha a não ser enfrentar os nossos próprios medos e angústias. Hoje digo um até logo com um inglês ainda índio, mas com a certeza de que me tornei uma pessoa melhor, mais iluminada e principalmente mais abençoada. 

Na esperança de lembrar cada detalhe dos últimos momentos, consegui gravar um vídeo de 15 segundos. Que delícia ouvir essa risada! Juro que ainda posso sentir o abraço apertado e o beijo no rosto que essa linda me deu enquanto nos divertíamos com a minha música preferida!

httpv://www.youtube.com/watch?v=yeCPxv2ISEs

Mom, Dad, I will be back soon. Thank you for change my life. Love you! 

64 Comentários

Você também poderá gostar de:


:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
 

  1. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @Aline Pacheco, Oi Aline!! muito obrigada amore, já cheguei, ta tudo bem, e logo tem um montão de post no blog. Obrigada pelo carinho de sempre, beijao!

    [Responder]

  2. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @Isabella Bartholomeu, Oi Isa!! hahaha obrigada! Não tem nada de fake, é isso que eu vivo hoje, e é isso que importa ne? Vou aproveitar cada segundo enquanto eu puder. E nem me fale, a vida tem me surpreendido muito! Beijao

    [Responder]

  3. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @Sandra Schuler, Oi sandra!!! poxa, fiquei tão feliz com o seu recadinho aqui e no face!! Sai correndo pra contar pro chris, porque me deixou realmente feliz saber que agora te conheço e que principalmente vc me acompanha! E essa frase que você deixou aqui caiu como uma luva pra algumas pessoas, e são pessoas assim que me fizeram crescer, ser forte e enriquecem meus textos. Obrigada por tudo, beijo grande!!

    [Responder]

  4. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @Beatriz Rocha, Oi Bea!!! hahaha não era a intenção emocionar, mas caso aconteceu, fico feliz, porque isso mostra que te envolvi! Muitoo obrigada por todo carinho que vc sempre deixa aqui no blog, e eu espero que tudo que vc disse realmente aconteça e que essa viagem só traga boas energias. Muito obrigada mesmo, beijo enorme!

    [Responder]

  5. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @Kássya Lins, Oi Kássya!!! hahaha poxa, ja leu quase tudo?? isso que´e gostar hein? nao tem coisa que me deixe mais feliz como isso, saber que as pessoas se interessam pelo conteudo!! e olha, se vc esquecer o nome do blog de novo eu vou ficar triste, poxa, é tão facinho vai hahahaha mas que bom que vc voltou, seja bem vinda de novo, beijaooo <3

    [Responder]

  6. ago 09, 2014

    @Larissa Bés, Awn, obrigada <3 <3 tuas fotos também são lindas!

    Com certeza, mas foi uma loucura que deu super certo! Acho muito legal a forma como tu e teus sogros se dão suuuper bem. Eu me surpreendi, e olha que eu tenho uma sogra maravilhosa!! Tu encontrou uma segunda mãe, isso é maravilhoso!

    Beijão!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Talita Korb, Eu tive uma sogra tão bruxa, mas tão bruxa que Deus deve ter ficado com pena e dito: tá, toma essa ai pra vc ficar mais felizinha vai hahahahaahhaahhaha

    [Responder]

  7. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @Aline Amorim, Oi Aline! obrigada amore, agora é a hora de acompanhar a vida na tailandia 😀 te espero aqui, beijao!

    [Responder]

  8. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @crislane pereira, Oi Cris!!! Muito obrigada querida e eu espero que vc tenha tudo de melhor em dobro na sua vida. feliz de ter vc por aqui, beijao!

    [Responder]

  9. Larissa Bés
    ago 09, 2014

    @Biah Wenzel, não tem como não amor amar ne?? graças a deus tivemos sorte! beijao!

    [Responder]

  10. Sandra Schuler
    ago 10, 2014

    Oiiii agora que consegui ver o vídeo. Sua sogra é muito amorosa, simpática e gosta muito de você. Parabéns!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Sandra Schuler, Ela é sim, vivia me abraçando por nada!!! como não amar ne? haha beijoo!!

    [Responder]

  11. Raquel Callegari
    ago 11, 2014

    @Larissa Bés, Nossa fiquei mt feliz por vc terr respondido,foi a primeira vez q escrevi,mas pode ter ctz q estou lendo seu blogo todo,sempre q tenho um tempo vou e leio,vejo os videos,fotos e etc….estou te acompanhando no face tb e adorando o q esta nos passando sobre a Tailandia,vc é uma pessoa muito corajosa e iluminada,tudo isso q esta acontecendo com vc é um proposito e creio q todas nós q acompanhamos seu blog,ficamos viciadas e torcendo para sempre dar td certo,tb tenho planos de ir morar fora,mas como já sou casada complica um pouco,mas nessa vida td q é feito com amor da certo,agradeço a vc q pelo seu blog ta me ajudando mt nos meus planos e em me encorajar mais,obrigada mesmo,vc é uma fofa,não te conheço,mas parece q te conheço a anos de tão simpatica e admiravel vc é,muitos bjos e abraços quentinhos rs Fica com Deus <3

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Raquel Callegari, hahaha magina, eu respondo todo mundo! As vezes demoro, mas respondo! E poxa, fico feliz que vc leia o blog sempre, isso mostra o quanto é gratificante escrever aqui! Sobre os seus planos, independente do blog continuar existindo ou não, jamais desista deles. É bom saber que você tem ele como “refúgio”, mas não se prenda a nada que não seja a sua fé! Muito obrigada pelo carinho, de coração! Volte mais vezes, beijao!

    [Responder]