Eu conheço muitas pessoas que tem o sonho de visitar a Big Apple. Realmente, esse lugar é encantador e mágico, mas está longe de ser Alice in Wonderland. Já ouvi muita gente falando que é tudo perfeito e lindo, mas existem coisas que são bem diferentes da nossa cultura, e que num primeiro momento podem ser chocantes. Separei 20 situações que pouca gente sabe, ou só descobre quando chega por aqui! Antes de começar, quero deixar bem claro que nada foi generalizado! Não quero comparar New York ao resto do mundo, até porque, todo lugar tem suas imperfeições e erros. A minha intenção é mostrar alguns pontos entre New York e Brasil AOS MEUS OLHOS. Portanto, espero que não entendam errado tudo que for falado aqui, assim a gente evita constrangimento futuro. De qualquer forma, continuo amando esse lugar.

ny

Foto: We heart it

1- NEVE SÓ É BONITA NOS PRIMEIROS CINCO MINUTOS!

Quando passava aqueles filmes especiais de natal, com papai noel e neve eu pirava total! Lembro dos dias que fiquei me perguntando como a neve. Se era que nem raspa de congelador. E se eu ia poder mergulhar naquele monte branco. Ela é realmente bonita e eu ainda consigo me lembrar da minha reação quando vi a neve pela primeira vez, mas devo dizer: é linda por alguns minutos. Depois fica aquela coisa nojenta, uma mistura marrom, com aspecto de lama. Tudo isso porque tem que jogar sal em cima da neve, pra ajudar a derreter e não causar acidentes. Mas fica nojento! NÃO DÁ!  (bravo)

2- PEGAR TAXI EM DIA DE CHUVA É UM INFERNO

Não pense que a sua vida pegando taxi aqui vai ser como nos seriados americanos que você faz um sinal e nem se quer abaixou o braço e já tem um taxi parado ao seu lado. Não, não! Dia de chuva é bastante complicado e a disputa fica ainda maior.

3- O METRÔ É IMUNDO

Não é porque é país de primeiro mundo que tem tudo limpinho! O metrô de São Paulo é muito mais limpo do que o metrô de New York. Não se assuste se der de cara com ratos e baratas nos trilhos.

4- TAXISTAS SÃO MAL HUMORADOS

Nem todo taxista é gentil como nos filmes americanos, daqueles negros que cantam super bem e divertem sua corrida. Apenas para observação, a maioria dos taxistas por aqui é imigrante e fala pouco inglês. Além de mau humorados há alguns até desonestos. Nunca chegou a acontecer comigo, mas já tive relatos de que principalmente os taxistas de aeroporto costumam dar um jeitinho de ter mais dinheiro do que realmente vale a corrida. De qualquer maneira, cuidado!

5- ESTACIONAMENTO NA CIDADE? ESQUECE!

Alguns locais, dependendo da localização, chegam a ser 30 dólares a hora! Já pensou?

6- NÃO BRINQUE COM BEBÊ NAS RUAS

Eu sou dessas que adora dar um vacilo, sabe? E eu adoro criança! Se eu vejo algum bebê me olhando, vou logo brincar. Uma vez eu fiz isso no supermecado e passei a maior vergonha! No geral, americanas não gostam que mexa com o filho delas. No Brasil eu nunca tive problema com isso, e o Chris chamou a minha atenção depois de eu ter brincado com um baby e a mãe me olhando, tipo..? .

7- QUALIDADE DOS HOSPITAIS PÚBLICOS É RUIM

A gente reclama dos nossos hospitais no Brasil e do sistema de saúde pública, mas aqui o buraco é bem mais embaixo. Ninguém indica um hospital público se quer! Se você estiver numa emergência, qualquer hospital particular vai te atender, independente de você ser americano ou não, e depois você recebe a conta! Até ai tudo bem se você tiver seguro saúde, porque se não tiver, a conta vai ser cara. Sabe quanto ficou a conta de uma garota que precisou levar 7 pontinhos na mão? 2 mil dólares  (chocado)

8- O TOPO DA ESTÁTUA DA LIBERDADE NÃO É A MELHOR COISA DO MUNDO!

Quando você vai visitar a estátua da liberdade tem algumas opções de escolha, dependendo do que você realmente quer visitar. Se você quiser subir até a coroa da estátua, tudo bem, mas é um longo caminho: são 162 degraus e a vista não é das melhores, pois tem uma mísera janelinha que é prejudicada pelo acrílico.

9- A ROSQUINHA DO HOMER SIMPSON NÃO É TÃO BOA

Eu não sei vocês, mas eu não gosto da rosquinha do Dunkin Donuts. Não sei, já tentei, juro que tentei, mas é um treco extremamente doce. Aquelas que não tem a cobertura são melhores, porém, não são tão bonitas como a que o Homer Simpson come e também não ficam lindas nas fotos a la tumblr!

10- GORJETA PRA TUDO!

Quando cheguei no EUA, usei o banheiro do aeroporto, e na saída eu vi que tinha uma caixinha cheia de dólares. Eu nunca tinha escutado falar sobre gorjeta (juro!) mas já vi esse tipo de caixinha em banheiros no Brasil e confesso que nunca ajudei. Porém, naquele dia, não sei o que me deu, mas simplesmente tirei um dólar da carteira e enfiei na caixinha. Quando olhei pra trás a faxineira abriu um sorriso enorme e me agradeceu. Depois disso eu entendi como a gorjeta é importante pra eles, e mesmo sem querer, acabei ajudando. Aqui tem gorjeta pra tudo! A não ser que você compre algo no mercado, e aí só vai ter a taxa de imposto mesmo, mas restaurantes e prestadores de serviços já esperam esse dinheiro extra, e se você não der, é muita falta de educação!

11- O GARÇOM NÃO TÁ TE DANDO BOLA, ELE SÓ É GENTIL!

Eu já tive várias crises de ciúmes no começo quando saía pra almoçar com o Chris. As garçonetes eram sempre atenciosas demais, mas depois de um tempo, eu percebi que da forma que elas tratavam ele, elas também me tratavam, igualzinho, então é tudo cortesia mesmo! A mesma coisa vale para os garçons: sempre muito educados e atenciosos, e eu nunca tive que falar com alguma pessoa mal humorada enquanto me atendia!

12- BAIRROS IMIGRANTES SÃO MAIS PERIGOSOS

Eu não sei explicar como é um bairro imigrante na prática, porque eu moro em um bairro que costumam chamar de “branco”. Acho que a mais moreninha aqui sou eu! São todos americanos e brancos, e eu sempre pergunto para o Chris: tal bairro é bom? E aí ele passou a me explicar que dos bairros ruins, em maioria reside imigrante, como mexicanos, chineses, brasileiros e por aí vai. A minha cunhada americana mora em um desses bairros “não tão bons” então é bem relativo. Eu não tenho medo nenhum de andar pelo meu bairro, é tudo limpo e organizado, enquanto no bairro da minha cunhada as casas são menos cuidadas, os terrenos sujos e etc. Vai de cada morador mesmo…

13- SINAL VERMELHO É PARE E PONTO!

Isso não é uma coisa ruim, afinal, se as leis de trâsito são respeitadas, melhor né? Evita acidente, coisa e tal. Mas eu sinceramente não acho que seja uma coisa ótima também quando estamos falando de horário. Se o seu sinal está vermelho as 3 da madrugada, você vai ter que parar e pronto. Mas eu, com minha cabeça brasileira, sempre penso no pior e em algum assalto. Raramente isso vai acontecer aqui, mas mesmo assim eu trago esse medo dentro de mim!

14-  ALGUNS AMERICANOS NÃO TOMAM BANHO TODOS OS DIAS!

Se você pensava que era só sobre a Europa os boatos de que as pessoas não tomam banho todos os dias estão muito enganados! Pensem no tamanho do meu susto (e nojinho) ao ouvir de uma menina de quase 13 anos dizendo que não tomava banho há quatro dias no inverno! Se assustou? Agora pense na mãe confirmando tudo isso na mesma hora! Pois é. Quer ironia maior? Eles tem a maior frescura do mundo com germes e costumam limpar as mãos com um “mini sabonete líquido” quando estão comendo fora, mas o banho que é bom… hmmmmm…

15- CARNE MOÍDA EM CASA? NEM PENSE!

Eu já tinha escutado falar que a carne por aqui não era das melhores, dessas que a gente compra no mercado e faz em casa. Eu achava a maior balela do século, porque a minha sogra faz jantares deliciosos e as carnes dos restaurantes são ótimas.. Até o dia que eu comprei carne moída e resolvi cozinhar em casa com os mesmos ingredientes que usava no Brasil. Na preparação do jantar eu já sentia um cheiro estranho, a carne não trabalhava bem enquanto eu colocava os ingredientes e o resultado final ficou bem diferente mesmo. O frango, a mesma coisa! E não aconteceu só comigo não viu?

16- SALÁRIO MÍNIMO É DIFERENTE E TRABALHA-SE MAIS

Se você vem de férias e sua intenção é passar apenas alguns dias, esse fato nem vai te abalar. Mas se a sua intenção é vir a trabalho, fique ciente que não o salário mínimo não funciona como no Brasil, décimo terceiro e milhares de bônus no fim do ano. Esses bônus variam de empresa para empresa, e o salário é calculado por hora, dependendo do seu ramo. E outra coisa: sabe esse monte de feriado que tem no Brasil, pra tudo quanto é santo e protetor? Esquece! Aqui não tem essa mordomia não!

17- BEBER NA PRAIA = MULTA

Ta pensando que vai chegar na praia, abrir seu cooler, pegar uma latinha e se deliciar olhando pro mar? Esquece! É proibido, proibido e meio ainda! Você pode até tentar ser o Indiana Jones e se aventurar, esconder aqui, ali e continuar bebendo, mas se um policial te pegar, não adianta chorar pra mãe, pai e nem consulado brasileiro. Lei é lei, e pouquíssimas praias são liberadas para consumo de álcool. Tem algumas que nem comer você pode!

18- ENVIAR MERCADORIA PRO BRASIL NÃO É BARATO

Eu pensava que ia fazer a ryca com a minha loja online quando viesse morar aqui. Embora eu soubesse do problema na alfândega brasileira, isso era o que menos me preocupava. Ai eu cheguei aqui e descobri que pra enviar produto para o Brasil continua sendo caro, e juntando envio+alfândega+possível taxa, acaba não compensando, e a loja online teve que ser fechada. Agora, pra ajudar, a alfândega está mais restrita ainda, taxando até produtos que não deveriam ser taxados. Ê Brasil! Em compensação, para adquirir produtos da China para o Estados Unidos é bem fácil, e a alfândega daqui não dá problema. Agora, a pergunta que não quer calar é: como esses vendedores chineses conseguem até frete grátis pra alguns produtos?  (chocado)

19- CASINO? SÓ COM 21 BABY!

Outra coisa que cortou as minhas asinhas foi o tal casino. Muita gente já sabe, mas eu pensava que tinha algum mais “teen” que aceitasse -21. Mas pra minha surpresa (e indignação), não posso entrar ainda, e se quer o negócio pior, nem sentar nos bares como acompanhante (sem beber álcool) não pode se não for maior de idade. Chateada, claro, porque me sinto com 15 anos de novo. Vou ter que ficar mais um ano de castigo até poder contar pra vocês como é um casino de verdade!

20- SOFRER EM NY NÃO É MELHOR QUE SOFRER NO BRASIL!

Sabe aquela piadinha de: “prefiro sofrer no meu apartamento em New York do que sofrer no meu barraco na favela do Brasil”? Eu juro que adorava essa frase (e até concordava). Até o dia que eu percebi que isso é fútil e pouco importa em que local do mundo você está: se você estiver triste ou com saudade de alguém, não há nada que vá te confortar. Nem mesmo New York. (A menos que você tenha uma conta gorda de dinheiro para gastar na Times Square e esquecer da vida por algumas horas)

Devo lembrar que tudo tem os dois lados, e nem sempre é uma regra em determinados assuntos. As vezes é pura falta de sorte mesmo, como no caso do taxista! Mas agora eu quero saber de vocês: já conheciam alguma dessas 20 desilusões? E o que foi mais bizarro saber? Quero tudo nos comentários, beijo grande.

66 Comentários

Você também poderá gostar de:


:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
 

  1. Larissa Bés
    jul 01, 2014

    @Maria Vitória Lopes Stela, Oi maria Vitória! Bom ,pelo menos comigo aconteceu sobre as crianças e não vou arriscar brincar com nenhuma mais hahahaha Sou dessas tbm bjs

    [Responder]

  2. Larissa Bés
    jul 01, 2014

    @Natália, OI Natália! A coisa da gorjeta eu ainda não acostumei, mas por outro lado, as garçonetes por exemplo contam com esse dinheiro no fim do dia e que fazem uma diferença danada na contagem final. Vou procurar sobre o honey dow, nunca ouvi falar. E sobre o metrô, também tem o lance de ele funcionar direto e ter muitoooo turista aqui, então não é culpa do governo de ny por exemplo. Mas a intenção não é desiludir ninguém, é mostrar o que eu vi por aqui e fazer as pessoas perceberem que não é porque é ny que é perfeito, assim como NENHUM lugar do mundo é perfeito. Beijo

    [Responder]

  3. Larissa Bés
    jul 01, 2014

    @Fernanda, Oi Fernanda! Sim sim, já ouvi dizer que ele é bemmmm antigo, e além disso ainda tem o lance de funcionar direto e receber milhares de turistas todos os dias. Não é culpa do governo de ny por exemplo. Quando eu vim pra ny todo mundo dizia que as pessoas são frias e não querem saber de voce, mas até agora só conheci lindos e educados hahah . SObre a carne, eu vou ver se encontro esse lugar, é que eu realmente não dei sorte com a carne moida, mas a carne que a minha sogra faz aqui em casa fica divina.. E sobre as regras, eu não acho que estejam erradas (por exemplo beber ou parar no sinal vermelho). São todos pontos positivos, mas aos meus olhos é um pouco chateante pelo fato de eu nao estar confortavel em parar no sinal vermelho no meio do nada as 3 da manha sabe? mas não é coisa ruim não, longe disso, foi só uma decepção no primeiro momento. Organização e respeito é realmente TUDO DE BOM! beijao

    [Responder]

  4. Larissa Bés
    jul 01, 2014

    @alda amaral, OI Alda! Fico feliz que tenha gostado do blog e o melhor: comentado pra me deixar saber da sua existência aqui como leitora. Fico muito feliz e radiante de ler essas coisas, de coração. E não diga que não foi possível, você ainda pode mudar seu futuro. Beijo, volte sempre!

    [Responder]

  5. Juliana ANG
    jul 01, 2014

    Lembrei de muitas coisas da minha viagem quando li esse post…
    3 nossa o metrô eé bem imundo!!! Isso porque tem papel de veneno pra ratos na parede… Só não se sabe de quando foi né?!
    4 realmente os taxistas são muito mal humorados! Para pegar um taxi para o aeroporto eu e meu irmão ficamos um tempão… Davam a desculpa que era longe… Como se a corrida fosse de graça né?!
    10 nunca vi da tanta gorjeta!!! Meu Deus… Até perguntei ao meu irmão! Tudo tem gorjeta?! Hauahua
    13 sinal vermelho mais os carros mesmo não respeitam o sinal vermelho… Quantas vezes no meio do dia o sinal aberto para os pedrestes e os carros querendo passar assim mesmo!
    17 beber em qualquer lugar público não pode!

    Também conheci…
    Comece a fazer exercício para as pernas e caminhadas, porque o tanto que eu andei… Tinha horas que só queria sentar mais nada! Hauahuahau

    E passe protetor nos dias de sol… Para não ficar com marca branca de short….

    Deveria ter um mapa mais fácil para os pobres estrangeiros que tentam pegar o metrô… Como aconteceu queríamos pegar um que parasse na 23 st que era o mais perto do hotel e acabamos indo parar no Brooklin. Hauahuahau

    Beijos

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi Ju! hahahaa sobre os seus comentários: a gorjeta é o que mais me irrita ate hoje mas eu ate tento entender o lado do costume deles.. so nao tem gorjeta quando vc por exemplo pega um produto dentro da loja e vai pagar, ai só tem imposto, mas no geral o resto tem gorjeta, daqui a pouco ate pra respirar ahhahaah sobre o sinal vermelho, eu nunca passei nessa situação, e sempre vi muito respeito por aqui, deve ser pq eu moro em suburbio, eai eh mais tranquilo! e vc sabia q o sinal vermelho é isento caso vc vire para a direita? em alguns locais nao pode mesmo, eai tem uma placa mostrando q nao pode nem pro lado direito, mas onde nao tem nada avisando vc pode ir sim! enfim, a gente aprende depois de algumas vezes por aqui hahah beijo

    [Responder]

  6. jul 01, 2014

    menina… se eu te contar que eu tive a MESMA decepção com a neve… kkk
    cheguei aqui em Budapeste no auge do inverno, uns 3 dias depois começou a nevar e eu e meu namorado saímos correndo de casa pra ver a neve! amamos, fizemos guerrinha, nos divertimos muito… aí uns dias depois a neve ficou marrom, suja, horrível… e levou semanas pra derreter toda! XD

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Biah Wenzel, Oi Biah! hahaha normal, a gente tem essa decepção depois de um tempinho por aqui haahah beijo!

    [Responder]

  7. Aline
    jul 01, 2014

    Nossa, eu adorei essa postagem. Eu acho os EUA um lugar maravilhoso, mas tem gente que idolatra demais, acha que só no Brasil tem problema, tem péssimos hospitais e etc, e que lá fora são mil maravilhas. Gostei demais, Larissa, sou nova aqui e ganhou uma leitora fiel xD

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Aline, OI Aline! Que bom que gostou amore, muito obrigada! E é exatamente esse o espírito da coisa, até eu idolatrava demais, mas a gnete tem que ter o pé no chão referente a qualquer lugar do mundo e entender que todo lugar tem problema ne? E volte mais vezes, comente e participe pra eu saber que você ta gostando, beijo enorme

    [Responder]

  8. jul 01, 2014

    Oi Larissa

    Vc está a quanto tempo em NY? Como foi seu processo de adaptação e arrumar emprego? Bem, no tempo que estive aí tive o impacto do primeiro momento foi ficar maravilhada. Mas depois, fui vendo algumas coisas e o que mais me incomodou foi a porquice (sim, é isso mesmo) da pessoas para comer. Eles comem, andando, no metrô, na manicure, no trabalho e sentados na calçada. Enfim, everywhere! O pior é o cheiro de algumas coisas, como frango frito em pleno metrô. Fiquei passada, para não dizer enojada!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Jussara, OI Jussara! Eu vim em dezembro a primeira vez, mas só realmente comecei a morar aqui em fevereiro! A adaptação é fácil, não é um país tão diferente do brasil, digo em relação a comida por exemplo. E sim, num primeiro momento a gente fica maravilhada mesmo, e depois a gente percebe as coisas chatinhas, mas isso tem em todo lugar ne? Eu não consigo ter esse costume americano de comer com as mãos, tipo pizza… argggg não dá hahahaha mas é coisa de cultura, beijao

    [Responder]

  9. jul 01, 2014

    @Larissa Bés, Pode sim Lari! Sim posso pedir mais posts sobre o seu romance com Chris? Acho lindo demais vocês dois <3

    [Responder]

  10. felipe
    out 08, 2015

    Mas aqui no Brasil é um inferno nao tem nada devolvido do que se paga ai tem ao menos uma segurança melhor

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    É, cada país tem as suas particularidades! Acontece, nenhum lugar no mundo é perfeito, nem mesmo aqui hehe. Beijo

    [Responder]

  11. felipe
    out 08, 2015

    Ruim é No Brasil pagar impostos e nunca ter retorno de nada

    [Responder]