Já foi o tempo que viajar era algo impossível. Existem milhares de formas de se conhecer outros solos. O que cabe no seu bolso? Dá pra se organizar, deixar de comprar um sapato, em troca de um almoço durante a viagem. Mas hoje, a grande pergunta é: E quando o seu medo te faz ficar cada vez mais longe do seu sonho?

Eu nunca imaginei que pudesse visitar outro país. Morar, muito menos. Se você é curiosa, provavelmente já passou no sobre para me conhecer melhor. Lá eu conto a minha história, e que junto com esse post, pode te encorajar um pouco mais. E quer saber uma verdade? Pra mudar o seu futuro, não é preciso sorte. Você só tem que ter vontade!

2

Muita gente diz que é complicado seguir um sonho quando alguém não concorda com a sua opinião. Talvez você queira ser astronauta, mas seu pai quer que você seja médico. E se você quiser ser astronauta, alguém vai aparecer e dizer que você não tem capacidade pra isso. Gente assim, existe em todo lugar. Até mesmo dentro de casa. Mas quer saber, porque eu to dizendo tudo isso? Porque eu não quero, nunca, que você se limite. Na cabeça da antiga Larissa, morar em outro país era coisa que não cabia na minha encarnação. E onde é que eu estou hoje? A pior coisa do mundo, não é quando alguém te aponta o dedo e diz que você não consegue. A pior coisa do mundo é quando você se olha no espelho e acha que não consegue. E eu to aqui pra te contar que você tem mais força do que imagina!

Sair da zona de conforto dói. Fazer as malas e dar um abraço de despedida na mãe também dói. Se a gente não sabe a data de retorno, pior ainda. Quando você troca de país o choque cultural é enorme. Você passa a reconstruir sua vida, perde alguns amigos e faz outros. A distância faz a saudade aumentar e, pior: você sempre vai ser estrangeiro. Você não nasceu ali. E por mais que ame aquele lugar, jamais será a sua verdadeira casa. Mas calma, não se apavore! Também tem vantagem: Se redescobrir é uma delícia. Desapegar de coisa velha e só levar o que é importante para a nova vida é saudável. O seu mundo fica maior e você percebe que estamos rodeados de possibilidades.

Pode parecer desesperador no começo. Muita gente vai te chamar de louca. De inconsequente. E se você tiver acima dos trinta, pode ter certeza que vai ser acusada de adolescente rebelde depois da idade. Mas ser adolescente é uma delícia. Dançar conforme a música é libertador. 

Não tem problema se você quiser estudar por anos, pra não usar nada daquilo no seu novo emprego. Se você preferir trabalhar numa profissão estressante, mas que te paga melhor. Ou se você escolher ser dona de casa e ter cinco filhos. Não tem problema! Se esse é o seu sonho, vá em frente! Mas, se o seu sonho ainda for ser astronauta, e você escolher outro caminho, não adianta tentar culpar alguém quando se sentir infeliz, porque o lápis que escreve a sua história está na sua mão! Qualquer situação nova dá medo. Mas fingir que ele não existe é tapar o sol com a peneira. Enganar a si mesmo. É limitar-se. E acima de tudo, é permitir que a sua vida seja em vão.

Mas me conta uma coisa: a criança que você foi, teria orgulho do adulto que você se tornou? E quando tudo isso aqui acabar? E quando você morrer? As vezes a gente precisa levar a vida um pouco menos a sério, e se entregar pro mundo, pras vontades e pros sonhos. Você não escolhe de onde você veio. Mas você pode escolher para onde quer ir. Se a sua vontade é trocar de país, aprender outra língua, ou seilá, atravessar a europa a pé, por que não?

E se quer uma dica de amiga: leia o livro O alquimista de Paulo Coelho. Prometo que ele vai te ajudar a não desistir dos seus sonhos. Seja forte. Você só vive uma vez!

Então me conta, nos comentários. Qual é o seu sonho? Pra onde você quer ir? Quem você quer ser? E, antes de tudo: o que é que você ainda está esperando?

114 Comentários

Você também poderá gostar de:


:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
 

  1. Larissa Bés
    jun 30, 2015

    Oi Ohara! Todo mundo passa por essa crise viu? espero que você consiga visitar todas essas cidades e muito mais! Centraliza a cabeça, foco e depois é só dar um passinho atrás do outro. Beijão

    [Responder]

  2. Larissa Bés
    jun 30, 2015

    Oi Nath! Que comentário maravilhoso! Muito obrigada pelo carinho e por compartilhar seus sentimentos comigo. Olha, eu também vim de uma família que, até eu sair do Brasil, ninguém tinha viajado nem de avião, que dirá outro país. Todo mundo achava que era sonho de menina, e calaram a boca quando eu fui. Sobre se sentir perdida, sinceramente, não faça um curso que você não gosta. Eu fiz dois anos de uma faculdade que eu preferia dormir do que assistir aula, e só fiz isso porque era um curso fácil de entrar e a minha mãe não parava de falar na minha orelha que eu precisava e diploma. Resultado, larguei na metade. Hoje, quando penso em voltar pra faculdade, ainda não sei o que eu quero. E olha que já se passaram quase 4 anos desde que eu entrei na faculdade a primeira vez. Eu gosto de tanta coisa que fica difícil decidir qual sonho seguir, mas eu parei de me desesperar e comecei a viver.

    Espero que vc se encontre e va atras dos seus sonhos, seja ele estudar publicidade ou viajar pra outro país. Lembre-se que as pessoass sempre vão dizer algo, bom ou ruim, cabe a você filtrar aquilo que lhe convém. Algo que eu aprendi nos últimos anos é que, não importa o que você diga, você está certo. Se vc diz que consegue, vc vai conseguir. Mas se vc se olhar no espelho e dizer que nõ consegue, vc não vai conseguir mesmo. Independente do que saia da sua boca, está certo. Boa sorte, e seja bem vinda mais uma vez. Beijo

    [Responder]

  3. Larissa Bés
    jun 30, 2015

    Olá! Você me descreveu exatamente hahaha sou igualzinha voce!! Espero que tudo tenha dado certo pra você no Estados Unidos! Beijo e mande notícia!

    [Responder]

  4. Larissa Bés
    jun 30, 2015

    Oi Alice! Fiquei muito feliz com seu comentário aqui no blog e espero, de coração, que a essa altura do campeonato vc já tenha superado esse medo e arrasando corações lá fora, viu? A vida é preciosa e rápida demais pra gente ficar se escondendo! O mundo sempre vai te julgar, não importa quem você seja! beijo e sucesso!

    [Responder]

  5. Vivian Vilela
    ago 30, 2015

    Oi Larissa, eu acabei de achar o seu bolg e estava fuxicando cada cantinho e achei esse texto. Ultimamente ando perdida, não sei quem eu sou, não sei para onde eu vou e me pergunto se aquela menina sonhadora e com tantos planos ainda mora dentro de mim. Mas após ler esse texto (e outros tambem hahah) percebi que ela nunca saiu, mas sabe quando você ainda tem duvida em tudo? Eu nem terminei o ensino médio ainda! Não sei nem que faculdade fazer, pois os meus sonhos iam além disto.
    Não sei porque estou comentando, mas é só uma maneira de desabafar já que ultimamente aprendi que compartilhar coisas com algumas pessoas, até mesmo as que você mais ama e confia, é ruim e doloroso, pois você só encontra coisas ruins, energias e pensamentos negativos.
    Mas enfim, somos mais que isso e minha hora ta chegando, eu sei que ta.
    Durante esse comentario fui ver o seu Sobre, estava me perguntando como posso ter encontrado uma pessoa tão parecida comigo em alguns quesitos e após ler aquilo, fiquei mais de cara ainda! O penultimo parágrafo é como eu sempre me descrevo, e sim, sou geminiana.
    Estou amando o seu blog!!!! Beijoss

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi Vivian! Seja bem vinda aqui. Fico feliz que vc tenha se identificado com os textos, não escrevo com tanta frequência como quando eu tinha 15 anos, mas acho que quando faço isso boto todos os meus sentimentos pra fora, e por serem tão verdadeiros é que vc se identifica. Mas olha o lado bom, todo mundo passa por isso, dá pra perceber que vc não é a única nessa fase de duvidas e medos. Mesmo depois de tantos anos, eu ainda tenho os meus medos também. Mas lhe digo por experiência própria: não se desespera. Tenha em mente que o que tiver que acontecer, vai encontrar um caminho de acontecer. Não to dizendo pra vc cruzar os braços e esperar, mas sim pra relaxar e entender que o desespero só piora as coisas. A pressão dos outros é pior ainda, e por mais dificil que seja, tente não deixar que isso te afete. Não entre numa faculdade por que o seu pai ou a sua mae quer que vc entre. Vá fazer um cursinho, trabalho voluntário, viajar, curso online, seilá.. tenta identificar as coisas que vc mais gosta e vai nessa direção, com paciência e com sabedoria. E o mais importante: independente do caminho, tente ver o lado bom em todas as situações, por que mesmo que seja um caminho “errado” (que você não ame o que você faça), no final das contas vc vai tirar uma lição disso. Então não tenha medo, se vc errar hoje, vc dá um jeito de arrumar amanhã. Beijo

    [Responder]

  6. Nathalia Leite
    fev 13, 2016

    Eu tenho apenas um sonho, Larissa… E eu realmente não sei se poderia realizá-lo. Eu também gostaria de viver em NY ou em qualquer parte perto dai, porque é ai que meu sonho começaria. Eu gostaria de poder contar com a ajuda das pessoas pra fazer isso se tornar realidade. Dói estar sozinha, as vezes. Mas a unica maneira de eu realizar o que eu mais quero, é ter a ajuda de outras pessoas…

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi Nathalia! Não é um decisão fácil e nem um caminho fácil, mas no final vale a pena. Se esse é o seu sonho, corra atrás dele enquanto voce pode, enquanto você tem saúde e energia. Sò tenha em mente que dias ruins virão mas que você é mais forte do que isso e vai conseguir chegar no seu objetivo. Muita força e luz pra ti lindona! Beijao!

    [Responder]

  7. Nathalia Leite
    fev 13, 2016

    Então digo, se você puder dar pelo menos um sinal de vida para mim e talvez me dar uma força, eu realmente do fundo do meu coração seria eternamente grata, porque eu estou tentando qualquer chance que eu veja como uma oportunidade.

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Nath, respondi no outro comentário ta? beijo

    [Responder]

  8. Karina Heike
    mar 24, 2016

    Ola, Larissa!
    Seu blog é apaixonante, parabéns.
    Então, fiquei curiosa em um aspecto, para voce residir em NY, você conseguiu o Green Card? Se sim, nos diga como foi e ser for não, como você consegue ficar ai?
    Estou indo embora em julho para Los Angeles CA. Estou penquisando sobre tudo à respeito, para não me sentir tão perdida.
    (mega feliz)

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi Karina! Ahhh que amor!! Muito muito muito obrigada! Eu ainda não tenho o green card, mas assim que eu acabar com as papeladas e entrevistas vou fazer um vídeo contando aqui no blog um pouco mais sobre o processo! Beijo e boa sorte em LA! <3

    [Responder]

  9. Raquel Sá
    mar 28, 2016

    Olá Larissa, que texto maravilhoso. Vi sua história pelo vlog da Priscila, e depois comecei a te seguir e aqui estou no seu blog haha
    Este texto foi realmente inspirador e motivacional. Te agradeço por o ter escrito.
    Estou passando pelo dilema de ir ou não ir, de largar tudo e procurar a felicidade em outro lugar.
    O fato é que sempre tive vontade de ir para outro país, viver outras culturas e ter outras experiências, mas o sonho foi só adiando por causa de faculdade, agora que já terminei estou estudando para concurso público, porém o país tá bem em crise e isso tá me fazendo recorrer ao meu grande sonho de ir para fora.
    Por isso, tenho pensado em ir como au pair e passar por todos os perrengues, porém aprender muito e principalmente viver.

    Obrigada por esse texto mais uma vez, foi uma benção para mim. Que Deus te guarde e abençoe sua vida e seus sonhos.

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi Raquel! Seja bem vindaaa!! hahahaha
    Vir como au pair é uma grande oportunidade. Não é fácil, conheço muitas meninas au pair e realmente é um teste psicológico muito grande, porém o resultado final é gratificante. Só tome cuidado por que para ser au pair tem uma idade limite, e depois disso, só como turista ou estudante, o que dependendo da situação, acaba sendo mais caro. Espero que lembre desse texto quando tiver com medo, e que um dia eu te encontre aqui na terra do tio sam. Beijo grande!

    [Responder]