CAPA POSTA gente sempre sente falta de alguma coisa. Isso é um fato, aceite. Talvez por isso eu ainda não tenha pirado. Antes de sair de casa eu sabia que sentiria falta de muita coisa, e, eu jurava que se aproveitasse até o último segundo aquele momento, demoraria mais para a saudade chegar. Engano meu! Aproveitando ou não, ela sempre vem, cedo demais, forte demais, avassaladora demais.

O coração aperta tanto, mas tanto, que fica difícil respirar. Você pode estar vivendo a melhor época da sua vida, o seu melhor eu, e mesmo assim, a saudade entra na sua casa sem que a porta esteja aberta. Sem ser convidada. E fica. Por um dia, dois, ou talvez três. Quem sabe uma semana, ou se deixar, pra sempre.

Das coisas que eu mais sinto falta, com certeza diria da minha adolescência. Da rebeldia, da vontade de viver e fazer o que eu bem quisesse. Não faz muito tempo desde que fiz a minha última rebeldia, mas, com o passar dos dias eu fui ficando pensativa,  paciente, cuidadosa, e as vezes até preguiçosa. Passei a ter enjoo de briga, e comecei a aceitar até mesmo o que eu nem queria aceitar.

Outra coisa que mudou bastante por aqui foi a responsabilidade. A distância faz a gente amadurecer, mas, também nos torna extremamente frágeis. Eu, por exemplo, me tornei chorona. Tudo o que me restou da minha antiga vida, foram fotos e lembranças. Fotos velhas e fotos novas. Fotos daquele dia que fui para a capital escondida para conhecer minha melhor amiga da internet. Foto da época do ensino fundamental. Foto da minha última visita a cidade em que passei a maior parte dos anos. Ah, aquela praia!

Por mais que eu ame esse lugar, essa família, todas essas casas bonitinhas e essas cenas de filme americano, eu sempre vou lembrar de onde eu vim.  Já me perguntaram milhares de vezes se eu quero voltar atrás e pegar o próximo avião para o Brasil, e a resposta sempre foi (e será) NÃO! Percebi que sou metade americana e metade brasileira, e que, infelizmente, a gente não pode ter tudo nessa vida. E devo admitir, Brasil, é uma delícia andar na rua e ter a certeza de que na próxima esquina tem o melhor pão de queijo do mundo! E aquele açaí com leite em pó? Não preciso nem falar da coxinha com guaraná.

Então, quer saber o que mais doi? Ver meu sobrinho crescendo, aprendendo a escrever o próprio nome e não estar lá pra segurar a mão dele. Dói passar o aniversário da minha irmã longe dela, sem poder dar um abraço. Dói conhecer pela internet a minha sobrinha-neta que acabou de nascer. Dói não poder ajudar meu irmão na cozinha pra preparar um churrasco, mesmo que ele já nem queira mais falar comigo.  Posso jurar que sinto falta até dos gritos da minha mãe. Dói não poder ligar para uma amiga para passear no shopping, fofocar ou só comer brigadeiro de colher assistindo um filme romântico. Essas são coisas que a internet ajuda, mas não resolve.

Por isso, saudade, prometo trabalhar muito para trazer tudo aquilo que eu sinto falta, pra bem pertinho de mim, e a senhora não vai me impedir! Nem adianta entrar nessa casa e montar acampamento, porque eu não te quero aqui. Por agora, vou enfiar todos esses sentimentos e faltas dentro de uma mala e largar lá. Até quando der. E se hoje eu tivesse a chance de fazer um pedido, não perderia tempo em escolher a época  em que a minha única saudade, era de voltar pra escola depois das férias.

16 Comentários

Você também poderá gostar de:

:bye: 
:good: 
:negative: 
:scratch: 
:wacko: 
:yahoo: 
B-) 
:heart: 
:rose: 
:-) 
:whistle: 
:yes: 
:cry: 
:mail: 
:-( 
:unsure: 
;-) 
 

  1. abr 14, 2014

    Saudade é um sentimento horrível, dói tanto. Principalmente quando nós sabemos que nem tão cedo ou talvez nunca mais vamos encontrar quem amamos. Acredito que os pequenos detalhe da vida, são os mais incríveis. Nós somos felizes nas coisas mais simples que a vida pode nos dar e as vezes não enxergamos isso, uma companhia boa já basta. Adorei seu texto e acho que deveria escrever mais, ótimo e me fez relembrar de muitas coisas também Lari.
    Um beijo

    Viciada em Beauté
    Fan Page

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi MI! Saudade é um sentimento bom, quando você sabe que daqui a 5 min vai matar ele. Mas eu não tenho nem ideia de quando vou voltar e ver meu pequeno escrevendo o nome dele. Ai da mais saudade ainda. E sim, a gente fica feliz com coisas simples, mas nem sempre damos o devido valor, nao é mesmo? POde deixar, dica anotada, prometo trazer mais textos pro blog. Beijo! (feliz)

    [Responder]

  2. abr 15, 2014

    verdade, sempre sinto falta de algumas coisas! me endentifiquei com algumas partes do post!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Todo mundo sempre sente saudade de algumas coisinha, que bom que gostou, beijão! (muito feliz)

    [Responder]

  3. abr 15, 2014

    Ameei o texto lari, voce detalhou muito seu sentimentos. Amei mesmo <3

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi Isa!! Muito obrigada pelo comentário. É, eu acho que escrevo muito melhor quando to triste hahaha que bom que gostou, beijão!

    [Responder]

  4. abr 15, 2014

    A saudade chega sem avisar, ninguém sabe o quando vai doer o apertar, só digo uma coisa aproveite tudo. Tente fazer da America o seu novo lugar,ficar sem guarana é complicado mais tenho certeza que ai deve ter algo delicioso quanto ele, ficar longe da família é um desafio e tanto. Não sei o que lhe dizer mais o que eu digo aproveite, e nunca perca sua essência.

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Exatamente, a saudade é teeeensa… e ficar sem guaraná é o de menos, perto da saudade do meu pequeno! Mas é bem isso que eu faço, tento aproveitar ao máaaaximo sem jamais esquecer de onde eu vim. beijão! (feliz)

    [Responder]

  5. abr 16, 2014

    Amei o texto Lari,tem um poema que diz: “Só deseja sentir saudade quem nunca amou”.O amou que eu digo não é de amar uma só pessoa,mas sim amar tudo que está ao seu redor,pode ser até uma comida ou uma roupa,mas saudade é assim.Depois passa!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    OI fran! Eu ja ouvi falar disso.. pois é.. depois passa.. mas eu nem imagino quando vai ser esse depois.. que bom que gostou do texto, voltei sempre beijão! (feliz)

    [Responder]

  6. abr 16, 2014

    Amei o texto lari! Tem um poema que diz : ” Só deseja sentir saudade quem nunca amou”. O amou que eu digo não é amar apenas uma pessoa,mas sim amar tudo ao seu redor,pode ser uma comida,uma roupa ou uma lembrança.A saudade é assim,depois passa!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Franciely Gomes, ops seu comentário veio duas vezes amore

    [Responder]

  7. abr 24, 2014

    Ai Lari, que texto lindo! Lindo mesmo. E um pouco triste… mas você conseguiu transmitir tão bem como se sente quando a saudade chega que deu pra sentir daqui, do outro lado da tela. Infelizmente quando a gente parte pra uma vida nova, (ainda mais no seu caso, em outro país!) acaba abrindo mão de algumas coisas em prol de outras. São escolhas. E o mais importante, é você estar feliz com as escolhas que fez. Mas ó, apesar de tanto amor pra essa vida americana volta de vez em quando dar uma olhadinha em como as coisas estão aqui! :3 hahahha

    PS: Estou adorando me atualizar no seu blog. Eu ainda não tinha me dado conta do quando os posts são diversificados. Tô amando! s2 E ó, que baita propaganda com a Shame hein? hahahahhaha Te admiro por conseguir levar as coisas ~com leveza~e dar risada nesse povo desocupado. 😉 beijos beijos!

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    Oi Amore! Awwwn, obrigada, mesmo, de coração! Tristinho porque no dia eu estava triste, mas passa.. é saudade só. Que bom que eu consigo transmitir todo esse sentimento só com palavras pra voce.. A minha mãe sempre me disse que a vida é feita de escolhas, e olha eu aqui aprendendo tudo isso na prática, ne? E você não imagina o tamanho da saudade que eu to sentindo, e olha que só estou aqui, oficialmente, há quase 3 meses. Eu não tenho previsão de volta, mas quando eu puder, vou correndo comer pão de queijo e tomar guaraná. E ah! Quero te conhecer também ahahaha. mt mt mt obrigada por visitar o blog e melhor: comentar! Eu adoro saber como voces se sentem aqui e isso so faz o blog crescer. E sobre a shame, eu ja tentei me colocar de outras blogueiras muito antes de isso acontecer, e eu me sentia péssima, pensava que meu mundo ia acabar caso acontecesse comigo, até que um dia eu acordei lá e percebi que não adianta ficar brava. Se a vida me deu um limão, melhor fazer uma limonada, não é mesmo? Beijo no coração <3 (feliz)

    [Responder]

  8. Lari
    jul 27, 2014

    “Fotos daquele dia que fui para a capital escondida para conhecer minha melhor amiga da internet.” <3 <3 <3

    [Responder]

    Gravatar

    Larissa Bés Respondeu:

    @Lari, hahahahahha <3 <3

    [Responder]